Diário, preciso trocar de remédio

Diário do Bolso...

Por José Roberto Torero *

Diário, eu ando meio esquisito. É que mudaram minha medicação e não estou mais rindo o tempo todo. Só que o novo remédio tem um efeito colateral ainda mais estranho: ele me faz dizer a verdade.
Ontem, por exemplo, em vez de escrever “Vou varrer a corrupção do país”, eu escrevi: “Vou varrer a corrupção do país, mas pra debaixo do tapete.”

Minha sorte é que, antes de postar no twitter, perguntei para a Michelle se “debaixo” era junto ou separado. Aí ela parou de secar o meu cabelo e veio ver o que eu tinha escrito.

  • Xi… É isso mesmo que você quis dizer, fofucho?

  • Claro que é. O Ricardo Salles já foi julgado culpado e eu não fiz nada. O Marcelo, aquele do Turismo, foi pego com a boca na botija e eu não mexi com ele. O Paulo Guedes está sendo investigado por fraude em fundos de pensão e botei ele pra cuidar dos fundos de pensão. E o Onyx confessou um crime e eu olhei por teto e fiz de conta que não percebi, que nem quando solto pum no elevador.

  • Acho melhor você não publicar isso, não…

  • Pô, mas é verdade, Mi! Olha só o Flávio. Todo mundo acha que ele fez a rachadinha, aquela jogada de ficar com parte do salário do funcionário. Mas a gente não deixou o Queiroz falar com ninguém e depois sumimos com todo mundo. Nem a Veja achou os caras. Agora, em vez de punição, o Flavinho vai ter mais de 450 mil reais por mês para contratar funcionário. Varremos a sujeira para debaixo do tapete. E o tapete é persa, pô!

Ela arrancou o celular da minha mão e não me deixou postar nada.

  • Desculpa, Fofucho, mas você precisa da benção de um pastor.

  • E eu lá acredito em pastor, Michelle? Nem eles acreditam! Quando os caras ficam doentes, eles pedem pra outro pastor curar ou vão para o Sírio-Libanês? Vão para o Sírio-Libanês!

Pra mudar de assunto, ela pegou o jornal e leu a notícia de que o Lula tinha sido condenado de novo. Eu nem acreditei quando me ouvi dizendo:

  • Nesse país só o Lula que é condenado.

Assim não dá, Diário, tenho que trocar de remédio.

@DiariodoBolso

*José Roberto Torero é autor de livros, como “O Chalaça”, vencedor do Prêmio Jabuti de 1995. Além disso, escreveu roteiros para cinema e tevê, como em Retrato Falado para Rede Globo do Brasil. Também foi colunista de Esportes da Folha de S. Paulo entre 1998 e 2012.

Categorias
#EleNãocrônicaGeralHumor
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta