16 votos cassam mandato de Átila Jacomussi (PSB), prefeito de Mauá, ABC Paulista

Átila tem agora o direitos políticos cassados e fica impedido de exercer cargo público até 2024

Com informações de Igor Santos, para os Jornalistas Livres 

Numa sessão de mais de sete horas e com 16 votos favoráveis ao impeachment, Átila Jacomussi (PSB) foi cassado em sessão que ocorreu nessa quinta-feira (18/04) na Camara Municipal de Mauá, cidade do ABC de São Paulo. Todo o processo se iniciou no da gestão depois que investigações ligavam Átila e seus assessores a um esquema de desvio de dinheiro destinado a merenda da rede municipal de educação em Mauá.

O prefeito cassado foi denunciado suspeito por roubar recursos destinados para a merenda das escolas de Mauá. Preso em maio de 2018, na operacão chamada Trato Feito, foi liberado um mês depois, e preso novamente em dezembro do ano passado. Em fevereiro deste ano ele voltou à Prefeitura de Mauá.  Essa operação investigou 22 dos 23 vereadores da cidade sob suspeita de corrupção. À época, o responsável pela liberdade de Jacomussi foi o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes.

Átila tem agora o direitos políticos cassados e fica impedido de exercer cargo público até 2024.

Vale registrar que a prefeita que assumiu interinamente o lugar que era de Átila, Alaíde Damo ((MDB) também é alvo de investigações devido a indicação de parentes para cargo comissionado na SAMA ( empresa municipal de esgoto e distribuição de água). Se não for cassada, o mandato vai até 2020.

O Partido de Jacomussi, o PSB, partido socialista brasileiro ainda não se pronunciou.

Os votos

Os vereadores Adelto Cachorrão, Dr. Cincinato, Fernando Rubinelli, Chico do Judô, Chiquinho do Zaíra, Marcelo Oliveira, Tchacabum, Jotão, Melão, Manoel Lopes, Ivan, Irmão Ozelito, Prof. Betinho, Samuel Enfermeiro, Sinvaldo Carteiro e Neycar votaram pela cassação de Átila.

Família e política

Atila Jacomussi tem 41 anos e é filho do atual vereador de Mauá, Admir Jacomussi. Ele e sua família já estão na política há muito tempo.

Em 2012, Átila candidatou-se a prefeito, obtendo 26.520 votos, mas pegou o terceiro lugar. No ano seguinte, assumiu a Superintendência da autarquia SAMA (Saneamento Básico do Município de Mauá)  Em 2014, candidatou-se a deputado estadual pela primeira vez, elegendo-se com 62.856 votos em todo o estado, obtendo cerca de 40 mil votos somente em Mauá, tornando-se, assim, o deputado estadual mais votado de sua história.

Categorias
DestaquesPolíticaSão Paulo
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta