Artimanha de Temer cria novos ministérios e dá foro privilegiado para amigo

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Uma das características do excêntrico Jânio Quadros (1917-1992) era aproveitar os debates calorosos formados a partir de uma medida considerada polêmica para tomar decisões estruturantes sem gerar alarde. O exemplo clássico é a lei que proibia o uso do biquíni.

Parece que o usurpador Temer está plagiando o ex-presidente Jânio Quadros. Nesta quinta-feira, 02, aproveitando-se das agitações geradas devido à eleição para a presidência da Câmara dos Deputados, o governo golpista nomeou o tucano Antônio Imbassahy (PSDB-BA) para chefiar a Secretaria de Governo (status de ministério), desocupada desde a desastrosa saída de outro político baiano, Geddel Vieira Lima (PMDB-BA). Na realidade, a nomeação de Imbassahy não foi grande novidade pois já havia sido amarrada nos últimos dias após a visita do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso a Michel Temer.

No entanto, a malandragem de Temer encontra-se na criação de dois novos ministérios e na ampliação de atuação de um terceiro. Assim, reativou-se a Secretaria Geral da Presidência (status de ministério) e o Ministério dos Direitos Humanos. Além disso, as funções do Ministério da Justiça foram estendidas para a área de Segurança Pública. Para um governo que propagava, a torto e a direito, austeridade e a necessidade de redução de pastas para o número máximo de 20, o usurpador Temer está indo de mal a pior e já chegou a 28 ministérios.

Na realidade, ao reativar a Secretaria Geral da Presidência (extinta em 2015 por Dilma Rousseff) e indicar a nomeação de Moreira Franco (atual secretário-executivo do Programa de Parceira de Investimentos), Temer concedeu ao amigo de longa data foro privilegiado. O que desperta inúmeras suspeitas é o fato de Moreira Franco (PMDB-RJ) ter sido citado, mais de uma vez, em investigações da Operação Lava Jato.

Neste caso, Temer reafirma a máxima brasileira da época da monarquia: aos amigos tudo, aos os inimigos, a lei!

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS

Queremos ir pra Cuba!

Frequentemente os antibolsonaristas escutam um “Vai pra Cubaaaa!”, quando se manifestam contra os desmando e atrocidades cometidas pelo governo Bolsonaro.  Se soubessem a quantas anda

A quem interessa ser profeta do caos?

Por Jacqueline Muniz, Ana Paula Miranda e Rosiane Rodrigues Imagens de autoria dos Jornalistas Livres, capturadas em protestos, no último final de semana, em São

>