URGENTE: Justiça federal proíbe Bolsonaro de adotar medidas contrárias ao isolamento social

Também foram suspensos dois decretos que classificavam lotéricas e igrejas como serviços essenciais

Bolsonaro está cada vez mais isolado.

Em pedido feito pelo Ministério Público Federal, o juiz federal Márcio Santoro Rocha, da 1ª Vara Federal de Duque de Caxias determinou  que o governo federal e a prefeitura de Duque de Caxias (RJ) “se abstenham de adotar qualquer estímulo à não observância do isolamento social recomendado pela OMS”.

O que diz o MPF:

“O decreto é um ato normativo secundário, de natureza regulamentar infralegal, que deve, portanto, obediência plena à lei, que lhe é superior, cabendo somente a esta impor obrigações e deveres de caráter geral. (…)”

Bolsonaro segue na contramão mundial do combate à pandemia Covid-19, mesmo tendo exemplos catastróficos como o da Itália, que chegou a fazer campanha para as pessoas voltarem à normalidade, no começo da pandemia naquele país que, hoje, contabiliza quase mil mortos por dia, com um total de 9.134 mortos.

Leia mais:

O mundo encantado do Governo Federal e o Coronavírus

Bolsonaro é denunciado por genocídio 

Categorias
#EleNãoCoronavírusCoronavírusDestaquesDireitos HumanosEleições 2018JusticaSaúde
Um comentário
  • Lene
    28 março 2020 at 0:06
    Comente

    Esse presidente tem a mente desequilibrado, não consigo enxergar um presidente ou seja um representante com a ideia absurda desse jeito eu repodio.
    Eu nunca vie um presidente maluco desse jeito pelo amor de deus.

  • Deixe uma resposta

    AfrikaansArabicChinese (Simplified)EnglishFrenchGermanItalianJapaneseKoreanPortugueseRussianSpanish

    Relacionado com