Rio de Janeiro: lembre quem votou contra os direitos dos trabalhadores

Como se comportaram os parlamentares cariocas nas principais votações do governo Temer

As eleições de 2018 estão se aproximando e, como sempre, há dúvidas em quem votar. Um critério importante e que pode nos ajudar nesta decisão é verificar como os partidos e os parlamentares se orientaram em determinadas votações no Congresso Nacional.

Logo após a retirada da presidenta Dilma da presidência em 2016, o governo Temer rapidamente mandou várias pautas bombas para a decisão em plenário que resultaram na situação que vivemos hoje com mais de 13 milhões de desempregados em todo o país.

A chamada Reforma Trabalhista atacou mais de 100 artigos da CLT; a PEC do Teto congelou os gastos em saúde e educação por 20 anos, retirando R$ 500 bilhões destas áreas; e houve ainda, a entrega do pré-sal às petroleiras estrangeiras.

Os partidos que se opuseram contra o golpe na presidenta Dilma, PT, PSOL, PC do B, PDT e a Rede Sustentabilidade votaram contra todas estas propostas que usurparam direitos dos trabalhadores. O PSB votou contra os ataques a CLT, mas votou favorável a PEC do teto, que congelou investimentos em Saúde e Educação, e a terceirização da mão de obra, que precariza o trabalho.

Por outro lado, os demais partidos, especialmente os que apoiaram o golpe e fazem parte da sustentação do governo Temer aprovaram estas medidas antipopulares. Entre estes partidos destacamos MDB, PSDB, DEM e PP.

O presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM) por força do regimento não vota, mas foi um ator  importante pra facilitar a aprovação de muitas medidas contra o povo.

O PSL, atual partido do candidato à presidência, Jair Bolsonaro, votou favorável a todas as medidas anti-populares, assim como seu filho, o deputado federal Jair Bolsonaro, que foi favorável,aos ataques à CLT, ao congelamento da saúde e educação e à venda do Pré-sal.E se absteve quanto à ampliação da terceirização.

O vice-governador na chapa de Romário, o deputado federal Marcelo Delaroli (PR) votou a favor de precarizar nada menos que 100 artigos da CLT.

Por, isso Rio de Janeiro, vamos ficar de olho na hora de votar!!!

Confira a lista completa dos parlamentares cariocas e veja como se comportou o seu candidato:

POR PARTIDO

LEIS 13467/17 13429/17 EC 95/16 13365/16 PLV 36/17
ORIENTAÇÃOPARTIDOS Precarizamais de 100

pontos da

CLT

Permite terceirizartodas as atividades CongelaGasto social e público em

geral por

20 anos

Pré-sal semPETROBRAS Desonerapetroleira

estrangeira em

R$ 50 bi por ano

até 2040

PSOL NÃO NÃO NÃO NÃO NÃO
PT NÃO NÃO NÃO NÃO NÃO
PCdoB NÃO NÃO NÃO NÃO NÃO
PDT NÃO NÃO NÃO NÃO NÃO
PSDB SIM SIM SIM SIM LIBERADO
PSB NÃO SIM SIM SIM OBSTRUÇÃO
PMDB SIM SIM SIM SIM SIM
Avante SIM
PP SIM SIM SIM SIM SIM
PSD SIM SIM SIM SIM SIM
PR SIM SIM SIM SIM SIM
DEM SIM SIM SIM SIM SIM
PRP SIM SIM
PRB SIM SIM SIM SIM SIM
PROS SIM SIM SIM SIM SIM
PSL SIM SIM SIM SIM SIM
PTB SIM SIM SIM SIM SIM
PEN SIM SIM SIM SIM SIM
PTN SIM SIM SIM SIM
PTdoB SIM SIM SIM
PODEMOS NÃO
SOLIDARIEDADE NÃO LIBERADO SIM SIM NÃO
PSC SIM SIM SIM SIM SIM
PPS SIM LIBERADO SIM SIM NÃO
PHS LIBERADO SIM SIM SIM NÃO
PV SIM SIM SIM SIM NÃO
Represent. REDE NÃO NÃO NÃO NÃO NÃO
Represent. PMN NÃO NÃO NÃO SIM
MINORIA NÃO NÃO NÃO NÃO NÃO
MAIORIA SIM SIM
GOVERNO SIM SIM SIM SIM SIM

SENADORES

LEIS Partido 13467/17 EC   95/16 13365/16
Senado federal Precarizamais de 100 pontos da CLT     Congela  Gasto social   e público em    geral  por      20 anos Pré-sal sem PETROBRAS
Eduardo Lopes PRB Sim
Lindbergh Farias PT Não não não
Romário PODE Não licença saúde Não
Marcelo Crivella PRB sim não

DEPUTADOS FEDERAIS

LEIS Partido 13467/17 13429/17 EC   95/16 13365/16 PLV 36/17
Rio de Janeiro (RJ) Precariza mais de 100 pontos da CLT Permite terceirizar todas  as atividades     Congela  Gasto social   e público em    geral  por      20 anos Pré-sal sem PETROBRAS Desonera petroleira estrangeira em R$ 50 bi por ano até 2040
Francisco Floriano DEM Sim Não Sim Sim Sim
Marcos Soares DEM Sim Abstenção Sim Sim
Rodrigo Maia-Presidente DEM Art. 17- Art. 17 Art. 17 Art. 17 Art. 17
Sóstenes Cavalcante DEM Sim Sim Sim
Jandira Feghali PCdoB Não Não Não Não Não
Walney Rocha PEN Não Sim Não Não Sim
Marcelo Matos PHS Sim Não Sim Sim Não
Alexandre Serfiotis PMDB Sim Sim Sim Não
Altineu Côrtes PMDB Sim Sim Sim
Celso Jacob PMDB Sim Abstenção Sim Sim
Celso Pansera PMDB Não Não Sim Não Não
Fernando Jordão PMDB Sim
Laura Carneiro PMDB Sim Sim Sim Sim Sim
Marco Antônio Cabral PMDB Sim Sim
Marquinho Mendes PMDB
Pedro Paulo PMDB Sim Sim Sim
Sergio Zveiter PMDB Sim Sim
Soraya Santos PMDB Sim Sim Sim Sim
Washington Reis PMDB Sim
Wilson Beserra PMDB Sim Sim Sim
Zé Augusto Nalin PMDB Não Sim Sim Sim Sim
Julio Lopes PP Sim Sim Sim Sim Sim
Simão Sessim PP Sim Sim Sim Sim
Alexandre Valle PR Sim Sim
Clarissa Garotinho PR Não Sim
Dr. João PR Sim Sim
Marcelo Delaroli PR Sim Não Não
Paulo Feijó PR Sim Não Sim Sim Sim
Dejorge Patrício PRB Não Sim Não
Rosangela Gomes PRB Sim Sim Sim Sim Sim
Roberto Sales PRB Sim
Felipe Bornier PROS Não Sim Sim
Arolde de Oliveira PSC Sim Sim Sim
Hugo Leal PSB Sim Sim Não
Jair Bolsonaro PSL Sim Abstenção Sim Sim Não
Indio da Costa PSD Sim
Otavio Leite PSDB Sim Sim Sim Sim Sim
Chico Alencar PSOL Não Não Não Não Não
Glauber Braga PSOL Não Não Não Não Não
Jean Wyllys PSOL Não Não Não Não Não
Benedita da Silva PT Não Não Não Não
Chico D´Angelo PT Não Não Não Não Não
Fabiano Horta PT Não Não
Luiz Sérgio PT Não Não Não Não Não
Wadih Damous PT Não Não Não
Cristiane Brasil PTB Sim Não
Deley PTB Não Não Sim Sim Não
Cabo Daciolo PTdoB Não Sim Não Não Não
Ezequiel Teixeira PTN Sim Sim
Luiz Carlos Ramos PTN Não Não Sim Sim Não
Alessandro Molon REDE Não Não Não Não Não
Miro Teixeira REDE Não Não Não Não Não
Aureo Solidariedade Não Não Sim Sim Sim

Mídia democrática, plural, em rede, pela diversidade e defesa implacável dos direitos humanos.

Categorias
DestaquesEleições 2018Geral

Mídia democrática, plural, em rede, pela diversidade e defesa implacável dos direitos humanos.
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

AfrikaansArabicChinese (Simplified)EnglishFrenchGermanItalianJapaneseKoreanPortugueseRussianSpanish