Nota da UNB sobre o bloqueio orçamentário de 30% pelo governo Bolsonaro

A Administração Superior da UnB (Universidade de Brasília) não promove eventos de cunho político-partidário em seus espaços.

Declarações do Ministro da Educação do desgoverno atual aponta que a universidade está promovendo “balbúrdia” em seu câmpus. E foram afetadas a Universidade de Brasilia (UNB), a Universidade Federal Fluminense (UFF) e a Universidade Federal da Bahia .

Esta medida soa como um perseguição política as universidades e ao desejo de calar as vozes da resistência ao desgoverno atual. Esta medida ainda fere de morte o direito de liberdade de expressão.

Nota da UNB:

“A UnB não foi oficialmente comunicada de nenhum corte em seu orçamento. A área técnica verificou, contudo, um bloqueio orçamentário da ordem de 30% no sistema. A instituição está, neste momento, avaliando a situação e tem a expectativa de que o bloqueio possa ser revertido.

Importante ressaltar que a UnB é uma das universidades com reconhecida excelência acadêmica no país, atestada em rankings nacionais e internacionais. Temos nota 5, a máxima, no Índice Geral de Cursos (IGC) do MEC, a avaliação oficial da pasta para os cursos de graduação.

Também somos a 8ª melhor universidade brasileira, segundo avaliação do Times Higher Education (THE), uma organização britânica que acompanha o desempenho de instituições de ensino superior em todo o mundo. Há dois anos, ocupávamos a 11ª posição.

A Administração Superior da UnB não promove eventos de cunho político-partidário em seus espaços. Como toda universidade, é palco para o debate livre, crítico, organizado por sua comunidade, com tolerância e respeito à diversidade e à pluralidade”.

Categorias
DestaquesEducaçãoGeral