Lula e Marielle são tema em ato solene do Congresso português em comemoração à Revolução dos Cravos

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

por Vinícius Segalla

A prisão política do ex-presidente Lula, o golpe aplicado na presidenta Dilma Rousseff em abril de 2016 e o assassinato da vereadora do Rio de Janeiro Marielle Franco foram tristemente lembrados em Portugal nesta quarta-feira, 25 de abril, aniversário da Revolução dos Cravos, que encerrou a ditadura de tipo fascista mais antiga e longeva da Europa, então no poder desde 28 de Maio de 1926.

A deputada Isabel Pires, representante do Bloco da Esquerda, da base do governo de Portugal, na sessão solene que marcou a data cívica mais importante do país, dedicou parte de sua fala para tratar de Lula e de questões brasileiras. Citando Chico Buarque de Holanda, a parlamentar disse que, mesmo com tanto mar a nos separar, nos envia um cheirinho de alecrim, para ajudar a lembrar que não se pode matar ou aprisionar ideias. Assista abaixo:

Enquanto isso, no centro da capital Lisboa (assim como em outras cidades do país), milhares de portugueses e imigrantes foram às ruas saudar o aniversário da revolução democrática. Por lá também não faltaram cartazes, faixas e cânticos clamando por Lula Livre, denunciando o golpe no Brasil e celebrando a memória de Marielle Franco, como se pode ver abaixo, nas imagens registradas pelo jornalista Paulo Roberto Pepe, que, da Avenida da Liberdade, em Lisboa, conta: “O clima dessa manifestação é festivo, comemora uma data importante, mas é festivo de protesto, com os mesmo valores democráticos que fizeram a revolução em 25 de abril de 1974″.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

POSTS RELACIONADOS