Fake é patrocinado no Twitter para dizer que esquerda comemora mortes de Brumadinho

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Na tarde do último dia 27 de janeiro um perfil no Twitter chamou a atenção. Divulgado por Alexandre Frota, deputado federal pelo PSL, partido de Jair Bolsonaro, dois prints mostram um perfil chamado “Eu”, com usuário @5060u, desejando mal à população de Brumadinho, vítima de mais um crime ambiental cometido pela Vale, quando a barragem que fica próximo à cidade estourou no último dia 25 espalhando lama toxica pelo Rio Paraopeba e matando soterradas centenas de pessoas, sendo que muitas delas o corpo sequer foi encontrado. O tweet, que chegou a ser pago para se popularizar, dizia que as pessoas da cidade tinham que “se fuder” (sic) porque votaram, em grande maioria, em Jair Bolsonaro. Outras contas, como @Milla_Ofc17, também fizeram tweets sobre a conta @5060u, conseguindo mais de 1.700 retuites. O tweet foi apagado na manhã de hoje (29) da conta @5060u.

Acontece que o @duascoisa ficou intrigado e foi atrás das redes sociais da garota, que tem um perfil bem-estranho. A primeira coisa a se notar é que o user parece não ter nenhuma relação com o nome dela, Alice – que só aparece num link para o Facebook.

Olhando o conteúdo dos tweets, é possível perceber que não há nenhum tipo de interação com os seguidores ou perfis seguidos pela conta. Além de todas as frases serem usadas para ofender. Alguns tweets contra o governo Bolsonaro parecem ter sido feitos com o intuito de vincular a conta de Alice à esquerda.

Alguns tweets antigos usam a hashtag #UmRei, que é um site para ganhar seguidores.

As frases destes tweets são jogadas, como se não tivessem relação com nada antes publicado pela conta. Vários do mesmo dia, o que é uma conhecida característica de bots do Twitter.

Quando partimos para os seguidores da moça, é possível reparar muitos perfis russos, que sequer usam o mesmo alfabeto que Alice. Outros perfis também usam a #UmRei em seus tweets, o que mostra que era uma troca de seguidores por causa do site.

Para dar credibilidade ao perfil fake, uma conta de Facebook foi vinculada. Logo que entramos nela é possível ver um número de Whatsapp para quem quiser entrar em contato. As fotos usadas, tanto no Twitter, quanto no Facebook e no Whatsapp são de Shauany Amateur, uma conta criada em um site pornô.

Olhando o perfil do Facebook, uma publicação antiga revela que ela mudou seu nome. Alguém a responde com Ana Almeida, mas agora ela se chama Alice Almeida.

Ao que parece, essa é uma estratégia para vincular a esquerda com perfis com discurso de ódio. Utilizaram a informação de 63,03% (12.215 votos) da população de Brumadinho votou em Jair Bolsonaro para criar um factóide de que a esquerda estaria comemorando o crime da Vale.

Enviamos um e-mail para o Twitter para checar quem pagou pelo tweet patrocinada, mas até o fechamento da reportagem não obtivemos resposta.

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS

>