Mais recentes: Artigo

  • PARÁBOLA KUIKURO

    O ar está tão quente ao final do inverno no Xingu e o vento sopra forte todos os dias lambendo a grande aldeia com sua língua de poeira, terra vermelha levantada aos ares no centro da aldeia Ipatsé, do povo Kuikuro. Não fosse o barulho do vento e a...
  • Fascistas forçam encerramento de exposição de arte em Porto Alegre

    Mostra histórica de temática LGBT com 264 obras de artistas consagrados é acusada por grupos de extrema direita de ser apenas apologia a pedofilia, zoofilia e anti-cristã. Banco patrocinador aceita a censura com medo de boicote e conflitos. #Libertários? #PelaLiberdadeDeExpressão #PelaLiberdadeArtística #FascistasNÃOpassarão Alguém consegue imaginar artistas como Volpi, Portinari...
  • Ama com fé e orgulho a terra em que nasceste

    É 7 de setembro. Sou de uma geração de crianças que estudou o poema “A pátria” de Olavo Bilac na escola, e acreditou que haveria uma república de confiança. E houve. “Ama, com fé e orgulho, a terra em que nasceste!/Criança! Não verás nenhum país como este!/Olha que céu!...
  • DAS ÁRVORES QUE CONTAM

    Falar de árvores em tempos de crise lembra despropósitos, mas se algazarram as plantas em tempos difíceis e ensurdecem os mais sensíveis. Se gritam é porque o momento ameaça. A presidência do país anda torta e tudo desemudece. No cu do mundo quer Temer liberar a queda do mato,...
  • Lula, fé e esperança

    A fé é um sentimento que está intimamente ligado à esperança. Ambos quase nunca têm explicações; nós sentimos e pronto. Agarramo-nos a algo que jamais nos questionamos se é real ou imaginário e seguimos – por vezes firmes e por vezes titubeando – pelos sinuosos caminhos da vida. Afinal,...
  • Lula não tem tempo pra ficar triste

    Dizem que falar sobre as coisas melhora tudo. Eu falo muito sobre tudo e pouco sobre o que sinto sobre as coisas. Minha mãe diz que sou isso desde sempre. Então vou escrever. A passagem por Penedo foi pra mim uma catarse de sentimentos e sensações. A única coisa...
  • Cidinha da Silva: Uma mãe chora em Serra Leoa

    O desastre contabilizou (parcialmente) 500 pessoas mortas e 600 desaparecidas. As fotografias mostravam caminhões transportando corpos, equipes de socorro e homens cavando sepulturas rasas, além de um amontoado de caixões a espera de corpos. A cronista divulgou as duas últimas fotografias no afã de contribuir para a documentação de...
  • A FALTA DE CANTO PARA A TERRA SEM MALES

    A terra sem males padece de encontrar seu canto entre a maior cidade da América do Sul. São Paulo não acha lugares para os índios Guarani M’bya, que há décadas se abrigam em exíguo terreno entre rodovias, ruas e vielas ao pé do Pico do Jaraguá. Esses índios que...
  • Ai os fígados, ah Prometeu.

    Sem mansa doçura, como diz Tom Zé, a ficção científica não tem status nem de literatura nem de ciência. Diria eu que a tal, aqui nos fóruns, beiram paranóias. Quando nasci, Mato Grosso era um lugar distante, de impossíveis ou alegorias; à dias, meses até de distância. Hoje em...
Social Widget
Social Widget