Mais recentes: Opinião

  • DEFEAT FASCISM, WITH FERNANDO HADDAD AND MANUELA D’ÁVILA!

    Editorial Free Journalists Army captain Jair Bolsonaro is a political adversary, but he is much more (or less) than that. If elected, he has already promised to machine-gun the Rocinha favela and the PTs (whom he calls “petralhas”). Bolsonaro has treated women as result of “weaknesses.” And referred to...
  • Deixe-me ir, preciso Anddad…

    O que mais me preocupa nessas eleições é o domínio da irracionalidade diante de uma escolha tão importante. E para que essa irracionalidade se concretizasse, o ódio foi vendido em massa na cara da população, que consome todos os dias um excesso de espelho do modelo americano imperialista, que...
  • DERROTAR O FASCISMO, COM FERNANDO HADDAD E MANUELA D’ÁVILA!

    Editorial dos JORNALISTAS LIVRES O capitão do Exército Jair Bolsonaro é um adversário político, mas é bem mais (ou menos) do que isso. Se eleito, já prometeu metralhar a favela da Rocinha e os petistas (a quem ele chama de “petralhas”). Bolsonaro já tratou as mulheres como resultado de...
  • Censura do Supremo Tribunal Federal é inaceitável

    A Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ), mais uma vez, vem a público repudiar o evidente caso de censura à imprensa e de impedimento do exercício do Jornalismo cometido pelo presidente e vice-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministros Dias Toffoli e Luiz Fux, respectivamente. A mais alta corte de...
  • A canção “Tempo Perdido” na festa-baile de Dias Toffoli

    Por Paulo César de Carvalho De volta aos anos 80: em busca do tempo perdido Em 1986, no contexto da grave crise econômica do governo de José Sarney, o jovem José Antonio Dias Toffoli iniciou o curso de Direito na USP. No mesmo ano do “Plano Cruzado”, a banda...
  • A radicalização da luta de classes no Brasil

    Artigo de Rodrigo Perez Oliveira, professor de Teoria da História na Universidade Federal da Bahia, com charge de Paulo Batista Conforme vamos nos aproximando do dia 7 de outubro, fica cada vez mais óbvio que estamos diante de uma forte polarização. Que polarização é essa? É esta a pergunta que...
  • Só mudança de mentalidade é insuficiente

    É “a revolução a força motriz da história e também da religião, da filosofia e de toda forma de teoria” (MARX; ENGELS, 2007, p. 43). A luta pela terra aponta perspectivas emancipatórias capazes de mover a história? “Na atividade revolucionária, o transformar a si mesmo coincide com o transformar...
  • Em opressão de classe, pesquisa militante!

    Não podemos confundir pesquisa participante com pesquisa-ação. Há distinção entre elas. “Existem diversos tipos de pesquisa participante e diversos tipos de pesquisa-ação. Uma clara distinção é necessária. A pesquisa-ação é uma forma de pesquisa participante, mas nem todas as pesquisas participantes são pesquisa-ação. A pesquisa-ação não é apenas...
  • OS USOS ELEITORAIS DO ANTI-PETISMO

    RODRIGO PEREZ OLIVEIRA, professor de Teoria da História na Universidade Federal da Bahia, com charge de Aziz  Neste texto, quero analisar os usos eleitorais do anti-petismo, tratando especificamente das estratégias adotadas pelas candidaturas de Geraldo Alckmin e Ciro Gomes. Vou fazer de conta que as eleições estão acontecendo em...