Mais recentes: Cidades

  • Povo nas ruas dá um chega-pra-lá no golpe

    Mal se via o asfalto das avenidas Augusto de Lima e João Pinheiro quando, às 17h30, o ato pela democracia e contra o golpe saiu da Praça Afonso Arinos parra ter sua apoteose na Praça da Estação. Depois do comício das Diretas Já e da visita do papa, Belo...
  • Gays espancados até a morte no Brasil: até quando?

    A sexta-feira estava atípica no Largo do São Francisco, no centro histórico de São João Del Rei. Nenhum dos bares por ali, em frente à Igreja São Francisco de Assis, um dos cartões postais mais bonitos e importantes da cidade, estava aberto. As pessoas também não circulavam, alegres e...
  • Não à Retirada dos Indígenas da Feira Hippie

    Representantes indígenas da tribo Pataxó estiveram reunidos com o vereador Gilson Reis (PCdoB), na tarde da segunda feira, dia sete de março, na Câmara Municipal de Belo Horizonte/MG. Acompanhados da advogada Gabriela Rocha e da jornalista Celeste Ainda Gontijo, membros do Comitê Mineiro de Apoio à Causa Indígena (CMACI),...
  • Um debate sobre a investigação da máfia das merendas sem o principal investigado

    “Cadê o Capez? Cadê o Capez? “ “Capez, Capez, Chegou a sua vez: ou devolve a merenda ou vai parar lá no xadrez!” Pega ladrão!! “A merenda ele roubou, o Capez é só Caôôôôôôôôôô” Com frases como essas, a Assembleia Legislativa de SP foi tomada na tarde desta terça...
  • Goiás: Escolas são desocupadas, luta dos secundaristas continua

    Não tem arrego! Mesmo com a desocupação das três últimas escolas em funcionamento em Goiás, na última sexta-feira (19), os secundaristas seguem empenhados na luta contra a política de privatização do ensino no Estado, estabelecida pelo governador Marconi Perillo (PSDB) com a transferência da gestão de escolas da rede...
  • A quem interessa barrar a investigação sobre a máfia das merendas?

    Roubar dinheiro da merenda escolar não tem perdão. O ladrão sabe que está tirando dinheiro da alimentação de crianças que vivem no limite da vulnerabilidade social e que têm na merenda escolar, muitas vezes, a única fonte de nutrientes para seu adequado desenvolvimento físico e psíquico. Pois foi isso...
  • Dia de virar o Santo

    O sábado pós-carnaval em Belo Horizonte foi marcado pelo Vira o Santo, encontro de blocos na Praça da Estação, ou melhor, na Praia da Estação. O encontrão já existe há sete anos, sendo que a cada ano o número de blocos que integram o Vira o Santo só cresce....
  • Bloco do Pescoção desfila contra a censura, o retrocesso e a violência aos jornalistas

    Hino “Ano Fedasunha” faz alusão ao movimento fora Cunha, à morte de jornalistas e ao calote a funcionários de um dos maiores conglomerados da mídia A concentração para o desfile do Bloco do Pescoção começou tímida em frente à Casa do Jornalista, onde funciona o Sindicato dos Jornalistas de Minas Gerais, marcada para...
  • Blocolândia, o carnaval da Cracolândia

    Já dizia o refrão da marchinha do primeiro desfile do Blocolândia, em 2015: “Alô família, O bloco da pedra tá na rua A rua é minha, A rua é sua, Ninguém nunca tá só Nessa vida crua e nua.” Se o carnaval é a maior festa de rua do mundo,...
Social Widget
Social Widget