Mais recentes: Artigo

  • 1964 foi golpe, 2016 também

    Rodrigo Perez Oliveira, professor de Teoria da História na Universidade Federal da Bahia Ninguém gosta de trazer a palavra “golpista” escrita na testa. É feio, não pega bem. Por isso, as experiências de ruptura políticas sempre têm sua memória disputada. Os que tomaram o poder se dizem “revolucionários”, ou...
  • Em Nome de Jesus

    Por José Barbosa Junior* Em nome de Jesus, o exilado (levado por seus pais ao exílio, no Egito), relembramos os milhares de brasileiros que tiveram que deixar o seu país às pressas por conta de um regime autocrático, violento e perverso; Em nome de Jesus, o periférico, rechaçamos essa...
  • Sexta-feira (29), o muro tremeu

    Depois de seis dias, a ocupação contra o projeto Novo Recife teve que deixar a calçada dos galpões do Cais José Estelita. Durante a noite da sexta-feira (29), o muro tremeu e os ativistas do Ocupe Estelita saíram do local às pressas. Em assembleia, foi decidido que os ocupantes...
  • Mariza Dias PRESENTE

    O traço mais ousado e no limite da expressão arte/loucura é o da Mariza Dias. Infelizmente nos despedimos dela no dia de hoje, ela morreu ontem, dia 28.03 depois de um mal súbito. Nos anos 90 na Folha a sua presença era a mais interessante. Perturbando a lógica yuppie...
  • PROMETEU ESTÁ DESACORRENTADO!

    Rodrigo Perez Oliveira, professor de Teoria da História na Universidade Federal da Bahia, com ilustração de Al Margen Na mitologia grega, Prometeu é um titã ousado que tentou refundar o equilíbrio de forças no Olimpo. Ao roubar o fogo de Héstia e dar aos mortais, Prometeu assustou os deuses,...
  • A DITADURA HÉTERO-MILITAR DE 64

    Foi Renan Quinalha quem primeiro utilizou a expressão “ditadura hetero-militar de 64” para se referir ao período de 21 anos que suspendeu as liberdades políticas no Brasil. Assessor da Comissão Nacional da Verdade, Quinalha reuniu nos últimos anos uma série de arquivos e entrevistas que comprovaram que as perseguições...
  • Juliana Cardoso: “Resolver com segurança”

    O incêndio que atingiu a Favela do Cimento no entorno do Viaduto Bresser, na Mooca, na noite de sábado (23) deixou mais de 200 famílias desabrigadas e expôs mais uma vez a ação higienista da atual gestão da Prefeitura e truculência da Policia Militar para com as pessoas em...
  • Saúde indígena

    Lideranças indígenas protestam contra as palavras do atual Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (DEM-MS), que anunciou sua pretensão de extinguir a SESAI – Secretaria Especial de Saúde Indígena. Mandetta se pronunciou na Comissão de Constituição e Justiça, dizendo que transformará a SESAI em departamento, inserido numa  Secretaria de...
  • O REFÉM DO CAOS

    Artigo de Rodrigo Perez Oliveira, professor de Teoria da História na Universidade Federal  da Bahia, com ilustração de Gilmar  Desde 2013 estamos respirando uma atmosfera de colapso. Trata-se de uma experiência de transição, onde o velho já acabou, mas o novo ainda não chegou. A República que aprendemos a...