Mais recentes: Intervenção Militar

  • Negro Matapacos, o revolucionário

    Matapacos foi um famoso cão viralata que apareceu nos protestos de estudantes para a educação gratuita em 2010, desafiando o gás lacrimogêneo e os canhões de água e acompanhando os estudantes como um companheiro leal em sua luta, apenas atacando ou latindo para os “pacos” (gíria chilena para “policiais”)...
  • Repressão policial violenta tenta salvar Sebastian Piñera enquanto o povo chileno resiste e luta por direitos e contra o neoliberalismo

    PROTESTO NO CHILE: “Eles têm medo de nós porque não temos medo”

    Por Zarella Neto, especial para os Jornalistas Livres Com fotos de Antonio Brasiliano e Zarella Neto, de Santiago, Chile Milhares de pessoas tomam as ruas do centro de Santiago exigindo mais direitos em todos os parâmetros sociais, pedido principalmente uma nova Constituição e a queda do presidente Sebastian Piñera....
  • A PEDAGOGIA DO MEDO: escola militarizada no DF

     Por Dioclécio Luz Na primeira semana de agosto de 2019, duas escolas públicas do Distrito Federal (DF), decidiram em assembleia que não queriam se converter numa escola militarizada como pretendia o governo. Irritado com a decisão da comunidade escolar – pais, alunos, professores, servidores –  o governador Ibaneis Rocha...
  • O jornalista Mario Magalhães e seu mais novo livro "Sobre Lutas e Lágrimas, Uma Biografia de 2018"

    A formidável (e assustadora) biografia do ano passado

    Por Walter Falceta, especial para os Jornalistas Livres Por Walter Falceta, especial para os Jornalistas Livres Atribui-se ao 32º presidente estadunidense, Franklin Delano Roosevelt, a perturbadora frase: “leva-se um bom tempo para trazer o passado ao presente”. De fato, corre tempo demais até compreendermos o porquê das pequenas e...
  • 1964 foi golpe, 2016 também

    Rodrigo Perez Oliveira, professor de Teoria da História na Universidade Federal da Bahia Ninguém gosta de trazer a palavra “golpista” escrita na testa. É feio, não pega bem. Por isso, as experiências de ruptura políticas sempre têm sua memória disputada. Os que tomaram o poder se dizem “revolucionários”, ou...
  • Como a Ditadura Militar ensinou técnicas de tortura à Guarda Rural Indígena (Grin)

    Aquele 5 de fevereiro de 1970 foi um dia de festa no quartel do Batalhão-Escola Voluntários da Pátria, da Polícia Militar de Minas Gerais, em Belo Horizonte. “Pelo menos mil pessoas, maioria de civis, meninos, jovens e velhos do bairro do Prado, em desusado interesse”, segundo reportagem da revista...
  • VENEZUELA SOB ATAQUE: 7 PONTOS SOBRE O APAGÃO ELÉTRICO

    Confira a tradução do artigo original, que pode ser encontrado no link: http://misionverdad.com/La-Guerraen-Venezuela/venezuela-bajo-ataque Entre a tarde de 8 de março e a madrugada do dia 10, a Venezuela foi vítima de outro ataque de sabotagem, o maior de sua história republicana. Desta vez, foi na usina hidrelétrica de Guri,...
  • “Haverá muita luta e resistência”, diz José Dirceu sobre governo Bolsonaro

    José Dirceu dispensa apresentações. Um dos mais conhecidos ativistas da esquerda brasileira desde a década de 1960, passou de líder estudantil secundarista a guerrilheiro, de preso político a exilado, de clandestino no Brasil a fundador do Partido dos Trabalhadores, de Ministro Chefe da Casa Civil a condenado sem provas...
  • Caxias sobe a rampa do Palácio do Planalto com Bolsonaro

    Por Caetano Manenti, na página Jornalismo em Pé O Brasil terá um militar como presidente depois de 34 anos. Será um retorno retumbante: à sombra do capitão Bolsonaro e do general Mourão, ao subir a rampa do Palácio do Planalto, dia primeiro de janeiro de 2019, estará o Marechal...