Mais recentes: água

  • A ÁGUA DE TODOS QUE TODOS QUEREM

    O poeta Manoel de Barros, homem de águas, versava: o menino foi andando na beira do rio e achou uma voz sem boca. A voz era azul. Difícil foi achar a boca que falasse azul. Tinha um índio Terena que diz que falava azul. Mas ele morava longe. Era...