Fogo criminoso para passar a boiada e a soja no Pantanal

Queimadas iniciadas em cinco propriedades do MT respondem pela destruição de área equivalente à cidade do Rio de Janeiro. Duas dessas fazendas são de pecuaristas que vendem gado para empresas da família Maggi (Amaggi e Bom Futuro), fornecedoras de gigantes como JBS, Marfrig e Minerva.

LER MAIS »

Quem paga o pato?

Enquanto o general solta fogo pelas ventas, afirmando que o mato se mata, se incendeia voluntariamente, dois indígenas se destacam na consciência da nação. Ailton

LER MAIS »
>