Hippie Arembepe

Não diga que a canção está perdida, cantava Raul Seixas.  Nesses dias difíceis em que vivemos, em que vontades escusas de restrição das liberdades querem impor-se e instigam violências contra a pluralidade do viver social, redescubro lugar histórico da contracultura, o modo de ser, arma primitiva dos homens, numa praia baiana da cidade de Camaçari. […]