A CORAGEM DO MENINO QUE FILMA O ATO RACISTA PRATICADO CONTRA SI MESMO

Um jovem estudante, identificado como Vinicius Vieira, foi agredido de forma violenta por fiscais da Estação Rodoviária de Salvador, Bahia, na madrugada dessa quarta-feira.
Em um relato corajoso, via vídeo, realizado pelo próprio estudante, é possível ver as agressões.

Tudo começa quando um dos seguranças começa a agredi-lo, ainda sentado. Em outro momento é possível ver que mais seguranças chegam.  O jovem, em nenhum momento, recusa as ordens dos seguranças, que o cercam e desferem chutes e golpes com as mãos, enquanto o ele questiona o motivo das agressões. Em nenhum momento os seguranças respondem e continuam a violentá-lo. É possível identificar pelo menos três seguranças e mais uma pessoa que cercam o jovem. 
Há informações que a polícia foi acionada pelo jovem, após o corrido, mas a condução dos agressores até a delegacia foi negada sob a alegação de que não havia plantão na delegacia e que “o fato não seria flagrante delito”. Hoje mais cedo Vinicius postou fotos com marcas da agressão e do Boletim de Ocorrência.
Casos de violências realizadas por seguranças privados é comum no Brasil. Neste ano um segurança da Rede Extra matou Pedro Gonzaga em plena luz do dia em uma unidade carioca da Rede. João Vitor, de 13 anos, foi morto por um segurança do Habib’s na capital Paulista no ano de 2017. Em ambos os casos as duas vitimas assassinadas eram negras.
Os Jornalistas Livres abrem espaço a empresa que emprega os fiscais envolvidos no fato para se pronunciarem se assim o quiserem.

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS