Projeto Futuro do Presente, Presente do Futuro #96 – Raphael Escobar: Ensaio para Pupilas Dilatadas

Raphael Escobar apresenta o 96º ensaio do Projeto Futuro do Presente, Presente do Futuro - Imagens que narram nossa história
Raphael Escobar, Pupilas dilatadas1

Ensaio para Pupilas Dilatadas.

Ensaio para Pupilas Dilatadas é uma catalogação fotográfica de comprimidos de diversos tipos: êxtase, balas contendo LSD, remédios antidepressivos, para emagrecer, para dormir, entre outros, colocando-os em patamar de igualdade. 

Esses comprimidos, – independente se legalizados ou não – em sua maioria, partilham de outras substâncias na sua composição como café, açúcar, anfetaminas, entre outros. Tais substâncias complementares nessas drogas, já foram muito discutidas pelos seus prejuízos a saúde.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), droga é qualquer substância que, introduzida no organismo, interfere no seu funcionamento normal, abrangendo álcool, o tabaco, a maconha, o chocolate, o café, o chá mate, o ópio, a folha de coca e seus derivados, entre outros . A partir do final do século XIX e começo do XX começamos a ter as proibições do que hoje entendemos como drogas, muitas vezes com valores morais e/ou econômicos envolvidos.

Hoje tratamos o MDMA e o LSD como drogas perigosas, mesmo com estudos mostrando a eficácia do MDMA no tratamento de estresse pós-traumático [1] e o LSD para crises de ansiedade [2].  Já o consumo de remédios, como anfetamínicos, ansiolíticos, benzodiazepínicos ou antidepressivos mostram uma relação saudável, apesar de pesquisas mostrarem os males causados por esses consumos. [3][4]

As barreiras entre legalidade e ilegalidade nunca foram claras, este processo vêm beneficiando grandes indústrias e políticas de extermínio das populações mais pobres. Assim, este ensaio mostra esses diversos comprimidos com a mesma intenção de embaçar tais fronteiras, tão frágeis, sobre legalidade e ilegalidade, sobre remédio ou droga.

“Todas as substâncias são venenos; não existe uma que não seja veneno. A dose certa diferencia um veneno de um remédio”. Paracelso

Raphael Escobar, Pupilas dilatadas1
Raphael Escobar, Pupilas dilatadas2
Raphael Escobar, Pupilas dilatadas 3
Raphael Escobar, Pupilas dilatadas 4
Raphael Escobar, Pupilas dilatadas5
Raphael Escobar, Pupilas dilatadas 6
Raphael Escobar, Pupilas dilatadas7
Raphael Escobar, Pupilas dilatadas 9
Raphael Escobar, Pupilas dilatadas10

.

[1] https://pebmed.com.br/o-uso-de-mdma-no-tratamento-de-transtorno-de-estresse-pos-traumatico/

[2] https://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2018/10/15/retorno-do-lsd-na-medicina-cientista-aposta-em-resultados-no-tratamento-da-ansiedade.ghtml

[3] https://www.terra.com.br/vida-e-estilo/saude/antidepressivos-fazem-mal-a-saude-e-podem-causar-morte precoce,806a8c3d10f27310VgnCLD100000bbcceb0aRCRD.html#:~:text=Antidepressivos%20fazem%20mal%20%C3%A0%20sa%C3%BAde%20e%20podem%20causar%20morte%20precoce,-Compartilhar&text=Antidepressivos%20s%C3%A3o%20vil%C3%B5es%20da%20sa%C3%BAde,morte%20prematura%20em%20pacientes%20idosos.

[4] https://saude.abril.com.br/mente-saudavel/remedio-para-sono-e-ansiedade-mata-mais-que-cocaina-diz-estudo/

.

Para conhecer mais o trabalho do artista

https://www.instagram.com/raphael_escobar/

https://www.instagram.com/birico.arte/

.

O projeto Futuro do Presente, Presente do Futuro é um projeto dos Jornalistas Livres, a partir de uma ideia do artista e jornalista livre Sato do Brasil. Um espaço de ensaios fotográficos e imagéticos sobre esses tempos de pandemia, vividos sob o signo abissal de um governo inumanista onde começamos a vislumbrar um porvir desconhecido, isolado, estranho mas também louco e visionário. Nessa fresta de tempo, convidamos os criadores das imagens de nosso tempo, trazer seus ensaios, seus pensamentos de mundo, suas críticas, seus sonhos, sua visão da vida. Quem quiser participar, conversamos. Vamos nessa! Trazer um respiro nesse isolamento precário de abraços e encontros. Podem ser imagens revistas de um tempo de memória, de quintal, de rua, documentação desses dias de novas relações, uma ideia do que teremos daqui pra frente. Uma fresta entre passado, futuro e presente.

Outros ensaios deste projeto: https://jornalistaslivres.org/?s=futuro+do+presente

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS

Pandemia do ódio: Bolsonaro e Hitler se sobrepõem - Foto: Reprodução

Estamos vivendo a pandemia do ódio

A máquina de ódio, mentiras e manipulação desencadeada por Bolsonaro e seus aliados, já intoxicou profundamente a sociedade brasileira