Projeto Futuro do Presente, Presente do Futuro #58 – Maneco Magnesio: Vida Que Segue

Maneco Magnesio apresenta o 58º ensaio do Projeto Futuro do Presente, Presente do Futuro - Imagens que narram nossa história
Maneco Magnesio
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Vida Que Segue

É a vida que segue. É a vida que segue, apesar do COVID-19. É a vida que segue para os que permanecem. É a vida que segue para aqueles que tiveram perdas, grandes ou pequenas. Toda vida importa, toda vida deveria importar. Mas quem perdeu alguém muito próximo, sente que a vida já não segue como deveria, aquela lacuna, aquele vácuo deixado ocupa muito espaço, é o vazio o que permanece. 

“E daí? Não sou coveiro!” ele respondeu com ironia. É certo que a vida deste ser abjeto segue em frente. Sem lacunas, sem conviver com o vazio das famílias que são obrigadas a seguir apesar de suas perdas. Não tenho como aceitar essa realidade sem indignação, não tenho como encontrar fôlego depois de mergulhar no mar de mortos que poderiam ter sido poupados. Não tenho como respirar e prosseguir da mesma forma, como se nada estivesse acontecendo. Mas prossigo. Meu trabalho é conviver com o cheiro de medo nas ruas e encarar a “nova realidade”. 

É a vida que segue. A “nova realidade” é a velha realidade usando máscara. Muitas vezes na testa, no queixo, ou tirando para atender o celular ou fumar. A “nova realidade” tenta seguir as novas regras sanitárias de manter distância de 1,5m, usar álcool-gel e lavar sempre as mãos com água e sabão. Mas dificilmente consegue, “demora pra gente se acostumar”.

A “nova realidade” quer uma vacina que “resolva isso tudo o mais rápido possível” para voltar para a velha realidade, para que os filhos possam voltar logo para escola, senão vão ter que mandar “nem que seja de burca!”. Na “nova realidade” não existem mais as outras doenças, “só tem gente morrendo de corona! Vc já reparou? Ninguém morre mais de outra coisa!”. 

É a vida que segue. E eu sigo com minha câmera. Aos poucos registrando o cotidiano que se renova. Apesar de tudo. 

Maneco Magnesio
Maneco Magnesio
Maneco Magnesio
Maneco Magnesio
Maneco Magnesio
Maneco Magnesio
Maneco Magnesio
Maneco Magnesio
Maneco Magnesio
Maneco Magnesio
Maneco Magnesio
Maneco Magnesio
Maneco Magnesio
Maneco Magnesio
Maneco Magnesio
Maneco Magnesio

.

Minibio

Maneco Magnesio Guimarães

Nasceu em 1974 em Manaus, desde 2003 vive e trabalha em São Paulo. Graduou-se na Bahia onde em 1997 concluí curso de arte na Escola de Belas Artes da Universidade Federal da Bahia. Já em São Paulo, cursa fotografia com Marcelo Vitorino no MAM – Museu de Arte Moderna de São Paulo, desenvolve projeto gráfico e identidade visual do Ateliê OÇO do qual participa. Atualmente desenvolve projeto de fotografia urbana tendo ministrado em janeiro de 2019 workshop sobre o tema da Fotografia de Rua na Faculdade de Belas Artes de São Paulo. Recentemente foi pré-selecionado para concorrer no Festival Paraty em Foco na categoria Foto Única. Durante o mês de agosto participou da mostra coletiva Mirares 2019 –Cultura da Paz, em São Paulo, em cartaz na Unibes Cultural. Foi premiado com a Medalha de Bronze no Paris Street Photography Awards 2019, na categoria fotografia de rua/urbana. Foi convidado para participar com uma obra na mostra SALON des Refusés da Luz, na Casa da Luz (Luz, São Paulo) no período de dezembro 2019 a fevereiro de 2020.

.

Para conhecer mais o trabalho do artista

https://www.instagram.com/magnesio/

.

O projeto Futuro do Presente, Presente do Futuro é um projeto dos Jornalistas Livres, a partir de uma ideia do artista e jornalista livre Sato do Brasil. Um espaço de ensaios fotográficos e imagéticos sobre esses tempos de pandemia, vividos sob o signo abissal de um governo inumanista onde começamos a vislumbrar um porvir desconhecido, isolado, estranho mas também louco e visionário. Nessa fresta de tempo, convidamos os criadores das imagens de nosso tempo, trazer seus ensaios, seus pensamentos de mundo, suas críticas, seus sonhos, sua visão da vida. Quem quiser participar, conversamos. Vamos nessa! Trazer um respiro nesse isolamento precário de abraços e encontros. Podem ser imagens revistas de um tempo de memória, documentação desses dias de novas relações, uma ideia do que teremos daqui pra frente. Uma fresta entre passado, futuro e presente.

Outros ensaios deste projeto: https://jornalistaslivres.org/?s=futuro+do+presente

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS

>