Brasileiros não confiam mais nas Forças Armadas

Sob Bolsonaro, Forças Armadas são mal vistas por 70% do povo. Nossos militares estão entre os mais rejeitados do mundo
Foto: Reprodução/Divulgação
Foto: Reprodução/Divulgação

Os escândalos que envolvem as Forças Armadas Brasileiras acabaram repercutindo na pesquisa do Instituto Ipsos, divulgada nesta terça (9/08). Dos 28 países analisados pelo estudo Confiabilidade Global, o Brasil aparece entre os que menos acreditam nos seus militares. Cerca de 70% da população veem com maus olhos a atuação do Exército, da Marinha e da Aeronáutica no governo Bolsonaro. A taxa de confiança, 5 pontos aquém da aferida em 2021, está 11 pontos abaixo da média mundial, de 41%.

Pesaram contra os militares a desastrosa condução do general Eduardo Pazuello no Ministério da Saúde, que levou à perda de 680 mil vidas por Covid 19, as denúncias de corrupção na compra de vacinas e a aquisição superfaturada de prótese peniana e Viagra para atender as altas patentes.
As Forças Armadas são tão mal vistas quanto as da Polônia. E só não recebem mais desprezo que os militares da Colômbia (29%,) África do Sul (28%) e Coreia do Sul (25%).

Professores, os mais queridos

Entre os dias 27 de maio a 10 de junho, o Ipsos ouviu 21 mil adultos, dos quais quase mil eram brasileiros, além de australianos, belgas, canadenses, chineses, japoneses, alemães, ingleses, mexicanos… O instituto também sondou a percepção das pessoas em relação a outras profissões. Aqui, a categoria mais confiável é a dos professores, apontados por 64% dos entrevistados. Depois deles, os cientistas (61%) merecem os maiores créditos, seguidos dos médicos (59%). No topo da lista dos rejeitados estão também os políticos, olhados com desprezo por 76% da população, os ministros do governo (64%) e os banqueiros (53%).16:35

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS