Mutirão Lula Livre e reforço na campanha #AnulaSTF

O tema do Mutirão Lula Livre desta edição é ‘#AnulaSTF, queremos Lula Livre’ e refletirá sobre o impacto da Operação Lava Jato na destruição da democracia, soberania nacional e retirada de direitos.

do Comitê Nacional Lula Livre A atividade do AnulaSTF será realizada no próximo sábado, dia 27, das 15h às 17 horas e contará com uma programação especial em defesa da liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva com a participação de lideranças como a ex-presidente Dilma Rousseff, , o ex – chanceler Celso Amorim, o governador do Maranhão Flávio Dino, João Pedro Stédile (MST), o advogado Alberto Toron, a jurista Gisele Cittadino, da Pastora Romi, Paulo Galo dos entregadores antifascistas, Marco Aurélio Carvalho do grupo Perrogativas, Adriana Marcolino do Dieese, a vereadora Erika Hilton e artistas.

O tema desta edição é ‘#AnulaSTF, queremos Lula Livre’ e refletirá sobre o impacto da Operação Lava Jato na destruição da democracia, soberania nacional e retirada de direitos.

De acordo com Paulo Okamotto, da coordenação do Comitê Lula Livre, é muito importante refletir que a Lava Jato mirou em Lula, mas que o alvo dela era mesmo o Brasil.#AnulaSTF

“Hoje sabemos que a Operação Lava Jato é responsável pelo cenário que vivemos de desemprego, de enfraquecimento da indústria nacional e de setores como a construção civil. Não é a toa que tanto o ex-juiz Sergio Moro quanto Deltan Dallagnol contaram com a intervenção de autoridades dos Estados Unidos. Mas nós nunca estivemos tão próximos de provar o a farsa que estamos há anos falando.”

Esta edição terá também atividades simbólicas e projeções em algumas cidades para reforçar a mobilização da campanha, dentro dos limites de prevenção da pandemia.#AnulaSTF

A orientação do Comitê é aumentar a pressão para que ocorra o julgamento do Habeas Corpus. De acordo com Rosane Silva, da coordenação da Campanha, a pauta que deve entrar em votação em breve na segunda turma é essencial para retomada de um Estado democrático de direito.

“O ministro Gilmar Mendes tem indicado que logo pautará o Habeas Corpus da suspeição do Moro. Temos que ampliar a mobilização, dentro dos limites da pandemia, em defesa da anulação dos processos contra Lula porque acabar com esta farsa é fundamental para o futuro da democracia do Brasil”, apontou a dirigente.

Confira a programação completa

Bloco 1 – Os impactos da Lava Jato na devastação do Brasil com Dilma Rousseff, Celso Amorim, João Pedro Stédile e Adriana Marcolino

Bloco 2 – Os crimes da Lava Jato e o Papel da Mídia com Alberto Toron, Gisele Cittadino e Angela Carrato.

Os desafios de um novo sistema de justiçacom o governador Flávio Dino e o advogado Marco Aurélio Carvalho.

Bloco 3 – A necessidade de um novo projeto de País comPaulo Galo, dos entregadores antifascistas, Pastora Romi e Erika Hilton

Participarão também os artistas Osmar Prado, Família Passos, Tadeu di Pietro, Herson Capri, Otto, Antonio Grassi, Lucélia Santos, Cristina Pereira, Bete Mendes, Jean Willys, Francis Hime, a prefeita de Paris Anne Hidalgo e a cantora Alice Passos

Mutirão pela restauração dos direitos políticos de Lula






COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS

Veja a programação do Mutirão Lula Livre (27/3)

Mutirão Lula livre (dia 27/3 ás 15 horas) terá a participação do ex-ministro da Saúde Alexandre Padilha, da a presidenta da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas, Rosana Barroso. Também vão participar Debora Pereira, da coordenação do MTST e Kelli Mafort, do MST. Outra convidada é a jurista da Associação Brasileira de Juristas pela Democracia (ABJD), Tânia Oliveira e o advogado de Lula, Cristiano Zanin.

Um ano depois, quais foram os aprendizados da Vigília Lula Livre?

Poucos movimentos na História recente, em apoio a um preso político, duraram tanto tempo como a Vigília Lula Livre, que ficará marcada pela capacidade de resiliência, mesmo em Curitiba, uma das capitais mais conservadoras do país.

Foram 580 dias de resistência e aprendizado. Que aprendizados foram esses?