#8M em Cuiabá

#8MCuiabá
Maria Eugênia Sá – www.mediaquatro.com – especial para os Jornalistas Livres
Mato Grosso tem um dos mais altos índices de feminicídio do Brasil. Em 12 anos de Lei Maria da Penha, comemorados ano passado, 18 mil mulheres receberam medidas protetivas impostas pelo Estado principalmente a ex-companheiros. Das 36,6 mil denúncias recebidas até 2018, segundo o Tribunal de Justiça, 255 casos de feminicídio ainda estavam a espera de julgamento.
A comemorações do Dia Internacional da Mulher em Cuiabá foram, portanto, um importante momento de debate e luta. Mas as centenas de pessoas que participaram do evento nesta sexta-feira, chamado por centrais sindicais e partidos políticos de esquerda, também tiveram espaço para arte, música, convívio e sororidade.  

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS

Censura NÃO! Cuiabá luta pelo direito de ensinar e aprender

Enquanto berram nas redes por seu “direito” de mentir, ofender e ameaçar, grupos bolsonaristas contam com apoio explícito da Secretaria de Segurança para reprimir a liberdade de cátedra, constranger publicamente uma professora e “mandar recado” a quem não aceita a imposição reacionária

>