Vira-casaca: pastores bolsonaristas oram por Lula presidente

Malafaia disse que pediu uma "benção sobre Lula" e Feliciano reconheceu o resultado das eleições de domingo
Pastores bolsonaristas reconhecem vitória de Lula e oram pelo presidente - Foto: Reprodução
Pastores bolsonaristas reconhecem vitória de Lula e oram pelo presidente - Foto: Reprodução

Com a vitória de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), os líderes evangélicos bolsonaristas adocicaram o discurso extremista, reconheceram o resultado das eleições e oraram por Lula presidente. Silas Malafaia, Marco Feliciano e o apóstolo Renê Terra Nova estão entre os religiosos que votaram em Bolsonaro, mas, depois da derrota de Bolsonaro, rapidamente reconheceram a “necessidade de se respeitar a vontade popular que elegeu Lula”.

Por Emanuela Godoy

O pastor Silas Malafaia, um dos principais articuladores da campanha de Bolsonaro, puxou uma oração por Lula após sua vitória em culto na Assembleia de Deus Vitória em Cristo. Durante o ano inteiro, Malafaia atacou Lula de forma agressiva e proferindo mentiras. Quando Lula escreveu uma carta aos evangélicos, o pastor disse que o candidato era dissimulado. Malafaia não comemorou a vitória, mas aceitou o resultado das urnas. Segundo ele, a vontade do povo que deve prevalecer, pois é ele quem vota e escolhe.

“Qual é o meu papel? Orar pelo presidente que foi eleito”, afirmou. “Nós temos que orar pela autoridade constituída”, disse o pastor.

A justificativa da oração é que o livro de Timóteo recomenda súplicas e ação de graças por todos os que exercem autoridade, pois só assim o povo pode ter uma vida tranquila e pacífica, com toda a piedade e dignidade.

O deputado Marco Feliciano (PL-SP), grande defensor de Bolsonaro, também reconheceu a vitória do presidente Lula e se tranquilizou com o discurso de posse. Em suas redes, escreveu:  “Vi o discurso de Lula. Começou agradecendo a Deus. Falou de Deus em vários momentos. Reafirmou compromisso pela liberdade religiosa, evitou temas que causam divergências com o segmento evangélico e terminou agradecendo a Deus. Aprendeu a nos respeitar? Tenho dúvidas. O tempo dirá”.

O apóstolo Renê Terra Nova da igreja Internacional da Restauração, que fica em Manaus, e eleitor de Bolsonaro, também se posicionou prontamente para reconhecer o resultado das urnas. “É preciso orar para que o Brasil cresça e reconhecer esse resultado”. Além disso, disse em suas redes: “Bom dia Brasil!!!! Nada como uma boa noite de sono e uma oração matinal para levantar a cabeça e prosseguir na caminhada. Vem aí o melhor Governo que a esquerda já fez!!!!”.

O apóstolo Estevam Hernandes, idealizador da Marcha para Jesus e também bolsonarista, disse em live que: “Jesus nos deu o desafio de orar até pelos nossos inimigos. Em caso de política, não temos inimigos, mas sim divergentes.”

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS

Capa

Os inimigos do governo Lula

Os inimigos do governo Lula já fazem perceptível sua presença dentro e fora do governo, instalados em posições importantes.