Projeto Futuro do Presente, Presente do Futuro #144 – Cassandra Cury: Mulheres de Força

Na Semana Mundial do Meio Ambiente, Cassandra Cury apresenta no 144º ensaio do projeto, as mulheres que protegem nossas florestas
Cassandra Cury, Mulheres de força 20

Mulheres Indígenas, liderança!

São fortes, são delicadas, belas em cores, são poesia. É feminino sagrado, é mulher indígena. É nossa história, tesouro! As mulheres indígenas vivem o protagonismo da sua história, se fortalecem no presente e se conectam a um futuro com olhares distantes, ainda sonhos. Tantos sonhos.

As mulheres indígenas não desistem, elas resistem, são guerreiras do hoje, lutam no agora, é bravura que encanta! Seguem honrando o ensinamento ancestral, respeitando o feminino e recebendo a força da líder mãe que as impulsionam a continuar na luta pela defesa do seu povo, por integridade e saúde, para manter a tradição, a cultura original e por respeito a memória da vida e a cura da terra.

Carregam consigo a responsabilidade sobre o legado feminino na tradição com a família, com o parto, as curas, os rituais, o casamento, a maternidade. E no compartilhar do legado ancestral, incorporam a linguagem do coração, a força matriarcal e a energia da terra. Tudo é feito com sabedoria e afeto, exemplo. As meninas quando caminham para o desabrochar da vida, amparadas por essa força, se desenvolvem e seguem firmes de encontro de sua mulher sagrada.

A vida contemporânea traz ainda mais desafios. São as partidas em busca de outros rumos, mergulhos profundos. São os encontros entre culturas, é diversidade. Novos campos de batalha, é política, é arte, escrita e poesia, num vasto mundo. O propósito? O mesmo! Toda essa história precisa ser contada, valorizada, espalhada. Que despertem as consciências humanas para a valorização da vida indígena, dos saberes ancestrais, do feminino que é forte e sagrado, da riqueza que a existência dos povos originários e de suas mulheres representa para nós e da urgência em nos unirmos em uma corrente universal de luta para a preservação dessas vidas.

Terra, seu corpo! Água, seu sangue! Ar, seu sopro! E fogo, seu espírito.

Cassandra Cury, Mulheresde força1
Cassandra Cury, Mulheresde força2
Cassandra Cury, Mulheresde força3
Cassandra Cury, Mulheresde força4
Cassandra Cury, Mulheresde força5
Cassandra Cury, Mulheresde força6
Cassandra Cury, Mulheresde força7
Cassandra Cury, Mulheresde força8
Cassandra Cury, Mulheresde força9
Cassandra Cury, Mulheresde força10
Cassandra Cury, Mulheresde força11
Cassandra Cury, Mulheresde força12
Cassandra Cury, Mulheresde força13
Cassandra Cury, Mulheresde força14
Cassandra Cury, Mulheres de força15
Cassandra Cury, Mulheres de força 16
Cassandra Cury, Mulheres de força 17
Cassandra Cury, Mulheres de força 18
Cassandra Cury, Mulheres de força 19
Cassandra Cury, Mulheres de força 20
Cassandra Cury, Mulheres de força 21
Cassandra Cury, Mulheres de força 22
Cassandra Cury, Mulheres de força23
Cassandra Cury, Mulheres de força24

Nas imagens, mulheres Kaxinawá, Huni kuin , Kamayurá, Kuikuro, Guarani Kaiowá, Guarani. Anciãs, cacicas, pajés, rezadeiras, meninas, meninas moças, mães, mulheres.

.

Minibio

Cassandra Cury é fotógrafa, indigenista e ativista. Em sua trajetória profissional, percorreu grande parte do território brasileiro e de países da América do Sul e Europa, sempre com o olhar voltado aos povos e comunidades tradicionais e focada nas belezas naturais e culturais. Há oito anos, segue incansável na busca pela captura da vida real dos povos indígenas, sua história, as maravilhas da cultura, seus sonhos, suas dores e alegrias, a trajetória de resistência, a luta por respeito e liberdade, seu direito de existir.

“O mundo precisa ver e contemplar as belezas e ouvir essas vozes. O grito vai ecoar!”

.

Para conhecer mais o trabalho da artista

https://www.instagram.com/cassandracury/
http://cassandracury.com.br/
https://www.flickr.com/photos/cassandracury/
https://olhares.com/CassandraCury

.

O projeto Futuro do Presente, Presente do Futuro é um projeto dos Jornalistas Livres, a partir de uma ideia do artista e jornalista livre Sato do Brasil. Um espaço de ensaios fotográficos e imagéticos sobre esses tempos de pandemia, vividos sob o signo abissal de um governo inumanista onde começamos a vislumbrar um porvir desconhecido, isolado, estranho mas também louco e visionário. Nessa fresta de tempo, convidamos os criadores das imagens de nosso tempo, trazer seus ensaios, seus pensamentos de mundo, suas críticas, recriar seus sonhos, sua visão da vida. Quem quiser participar, conversamos. Vamos nessa! Trazer um respiro nesse isolamento precário de abraços e encontros. Podem ser imagens revistas de um tempo de memória, de quintal, de rua, documentação desses dias de novas relações, essenciais, uma ideia do que teremos daqui pra frente. Uma fresta entre passado, futuro e presente.

Outros ensaios deste projeto: https://jornalistaslivres.org/?s=futuro+do+presente

COMENTÁRIOS

  • POSTS RELACIONADOS

    Pataxós fecham a BR 367 em Porto Seguro – BA

    Guerreiras e Guerreiros Pataxó fecharam trecho no km 10 da Rodovia Federal BR 367 na altura do Território Indígena Ponta Grande, no município de Porto Seguro -Extremo Sul da Bahia, hoje (01 de setembro) às seis horas da manhã.

    >