Projeto Futuro do Presente, Presente do Futuro #128 – Jean Barreto: Náusea

Jean Barreto apresenta o 128º ensaio do Projeto Futuro do Presente, Presente do Futuro - Imagens que narram nossa história
Jean Barreto, Náusea5

Náusea.

Nesse momento, sou levado a sentir e a perceber tudo o que me cerca e o que se passa internamente, e o que o homem mais anseia solucionar em toda sua vida é o sentido da existência e o quão irracional isso pode ser. Posso perceber que a própria liberdade física e mental é inútil e por isso creio que a existência humana chega a ser muitas vezes ignóbil e medíocre.

Jean Barreto, Náusea1
Jean Barreto, Náusea2
Jean Barreto, Náusea3
Jean Barreto, Náusea4
Jean Barreto, Náusea5
Jean Barreto, Náusea 6
Jean Barreto, Náusea 7
Jean Barreto, Náusea 8
Jean Barreto, Náusea 9

.

Minibio

Historiador, pesquisador e fotógrafo, nascido no Rio de Janeiro, tem 28 anos.

Criado no complexo da Maré, teve sua infância atravessada pelas artes do circo, teatro e a música, experiências que somam ao olhar fotográfico.

A trajetória foi aprofundada com estudos em Fotografia e Educação, quando funda o coletivo fotográfico Cabeçada. Bacharel e licenciando em História, pelo Instituto de Ciências da Sociedade e Desenvolvimento Regional da Universidade Federal Fluminense. Fotógrafo, fotojornalista, documentarista e professor de fotografia. Atualmente é bolsista Universidade Aberta, no LEEA/UENF, no projeto de jornalismo científico Tom da Ciência. Produtor do Museu Mambembe da Imagem e Som, do Laboratório de Estudos da Imanência e Transcendência-ESR. Vinculado ao Laboratório de Estudos das Direitas e dos Autoritarismos. Tem interesse de pesquisa em: Filosofia da Imagem, Filosofia da Fotografia, Semiótica, Iconografia, Educomunicação e Cine-história.

.

Para conhecer mais o trabalho do artista

https://jeanvictorbarretocosta.46graus.com/

https://www.instagram.com/jeanbarreto_foto/

.

O projeto Futuro do Presente, Presente do Futuro é um projeto dos Jornalistas Livres, a partir de uma ideia do artista e jornalista livre Sato do Brasil. Um espaço de ensaios fotográficos e imagéticos sobre esses tempos de pandemia, vividos sob o signo abissal de um governo inumanista onde começamos a vislumbrar um porvir desconhecido, isolado, estranho mas também louco e visionário. Nessa fresta de tempo, convidamos os criadores das imagens de nosso tempo, trazer seus ensaios, seus pensamentos de mundo, suas críticas, seus sonhos, sua visão da vida. Quem quiser participar, conversamos. Vamos nessa! Trazer um respiro nesse isolamento precário de abraços e encontros. Podem ser imagens revistas de um tempo de memória, de quintal, de rua, documentação desses dias de novas relações, essenciais, uma ideia do que teremos daqui pra frente. Uma fresta entre passado, futuro e presente.

Outros ensaios deste projeto: https://jornalistaslivres.org/?s=futuro+do+presente

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS

A POSSE, COMO CULTURA

Augusto Boal (in memoriam 2002) nos lembra a importância da ocupação das ruas e espaços públicos pela cultura. E por meio dela, transmitir pelos sentidos – e não só pela razão – a transformação de palavras e promessas.