NÃO VAI TER GOLPE E NÃO VAI TER CENSURA

por Jornalistas Livres

“O Brasil tá muito viadinho demais. Mas gosto muito das ideias do Bolsonaro. O Brasil tá precisando botar mais o pau na mesa, acabar com esses indultos de Natal, Ano Novo, Dia das Mães. Ta na hora da gente mudar muita coisa”, Alexandre Frota, domingo, 13/12, mini-festação pelo impeachment na Paulista.

Frota concedeu esta entrevista aos Jornalistas Livres e declarou frases semelhantes diversas vezes, inclusive do alto dos microfones dos carros alegóricos presentes, na avenida Paulista, sempre aplaudido.

Este depoimento foi publicado ontem. O FB tirou o post do ar. Censurou – por meio de denúncias de grupos organizados com interesses em mascarar a história – testemunho do que se tratava o ato que pedia o impeachment e também a volta da ditadura militar, que defendia Eduardo Cunha, que saudava o assassino Pinochet. Jornalistas livres apenas abriram seus microfones. A população tem o direito de ser informada sobre quem são as pessoas que pedem o impeachment da presidenta Dilma Rousseff.

Vamos resistir. Acreditamos que é nosso papel como jornalistas mostrar para a população quem são os defensores dessa nova moralidade. Essas “pessoas de bem”.

Aqui, mais uma vez, o depoimento de Alexandre Frota:

‪#‎NaoVaiTerGolpe‬

Categorias
GolpeMídia
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta