Motoboy é agredido, tem CNH rasgada por PM e é gravado por juíza em Manaus

O PM foi flagrado agredindo e rasgando a CNH de um motoboy que prestava serviço a um restaurante no momento da abordagem
A agressão policial foi gravada por uma juíza que assistia o acontecimento. Foto/Reprodução
A agressão policial foi gravada por uma juíza que assistia o acontecimento. Foto/Reprodução

Um motoboy ainda não identificado foi agredido por policiais e teve sua CHN rasgada em Manaus, no Amazonas. O caso aconteceu em frente a um condomínio residencial na zona centro-sul da cidade. O entregador estava prestando serviço ao restaurante Porteira Picanharia quando foi abordado pelos policiais.

No vídeo, gravado por uma Juíza da comarca que assistia ao acontecimento, é possível ouvir o policial gritando e xingando o motociclista. A vítima, depois de receber um tapa do policial, entrega sua CNH, que é rasgada agressivamente.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) informou que já está apurando o caso, e que não compactua com os “eventuais desvios de conduta praticados por seus policiais”. Leia a declaração na íntegra:

A Polícia Militar do Amazonas (PMAM) informa que tomou conhecimento do fato e determinou instauração do processo administrativo disciplinar pela Diretoria de Justiça e Disciplina (DJD) da instituição para que o caso seja devidamente apurado e que as medidas administrativas em relação ao ocorrido sejam tomadas.

A PMAM ressalta que não compactua com eventuais desvios de conduta praticados por seus policiais.

A Corregedoria-Geral da SSP-AM vai acompanhar o processo disciplinar a ser instaurado pela PMAM. A SSP-AM também reforça que não compactua com quaisquer desvios de conduta de agentes da Segurança Pública estadual, tendo o dever legal de apurar o fato.

O restaurante Porteira Picanharia também foi procurado e se posicionou acerca do acontecimento. Confira a declaração:

A Porteira Picanharia vem através dessa nota repudiar qualquer tipo de agressão. Um motoboy que estava prestando serviço na Porteira sofreu agressão física e psicológica por dois policiais militares.

Respeitamos e admiramos o trabalho da polícia militar, mas não compactuamos com qualquer tipo de agressão.

Esperamos que os responsáveis tomem as devidas providências e que esse caso não fique impune!

Casos de agressão envolvendo policiais e motociclistas não são exceções. Recentemente, um grupo de policiais foi filmado agredindo um motociclista durante uma abordagem em Belo Horizonte, em Minas Gerais. O homem, que já estava caído no chão e rendido, foi atacado por 6 policiais militares.

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS