Lula no Ratinho: o Brasil era mais feliz no governo petista

Ratinho sobre o governo de Lula: “Eu ganhava mais na época”. O programa foi ao ar nesta quinta-feira (22), no SBT
Lula e Ratinho em sabatina no SBT. - Foto: Reprodução
Lula e Ratinho em sabatina no SBT. - Foto: Reprodução

Lula (PT) foi o último convidado da série de entrevistas realizadas pelo Programa do Ratinho, que foi ao ar na noite da última quinta-feira (22). Com um tom mais informal do que os debates e entrevistas realizadas até então, foram abordados assuntos como meio ambiente, golpe e salário mínimo. Lula chegou a provocar o apresentador ao dizer que ele era mais feliz durante seu governo e Ratinho confirmou: “É, eu ganhava mais naquela época”.

Por: Dani Alvarenga

Logo no início da entrevista, Ratinho questionou Lula sobre o aumento do salário mínimo. O ex-presidente citou seu último governo como prova de que é, sim, possível garantir melhores condições de vida para a população. Porém, reforçou que é necessário aumento do PIB para que o ajuste acima da inflação seja feito. 

“Quando eu fui presidente a gente aumentava o salário mínimo. Você repunha aquilo que era a inflação, e você dava o aumento de salário de acordo com o crescimento do PIB. Olha, se PIB crescer 5% você dá, 5%, se o PIB não crescer nada você dá a inflação. Foi assim que nós fizemos durante o nosso governo e por isso o salário mínimo aumentou 77%”, afirmou o ex-presidente, ressaltando a dificuldade que o povo brasileiro enfrenta hoje é proveniente da falta de atualização do salário mínimo acima da inflação.

Lula, apesar de debater assuntos importantes como obras públicas em outros países, evitou utilizar um discurso rebuscado. Explicou a importância de projetar o Brasil para além das fronteiras para conquistar protagonismo internacional, assim como foi alcançado durante os governos petistas. 

Numa tentativa de jogar uma casca de banana para Lula, Ratinho questionou o ex-presidente sobre o empréstimo de dinheiro para outros países. Lula explicou a importância da aplicação de verbas em países vizinhos: “Quando você está financiando uma obra lá fora, você está financiando a sua engenharia. […] Primeiro, quando o BNDES empresta dinheiro, a empresa é obrigada a contratar uma empresa brasileira. Segundo, os componentes são comprados no Brasil. Na verdade, então, o que você está fazendo é exportando, além de receber seu dinheiro de volta”, justificou Lula. 

Tratou, ainda, de questões consideradas polêmicas, como a Petrobrás e o golpe arquitetado contra Dilma Rousseff. Lula explicou os planos petistas após a descoberta do Pré-Sal: “Quando descobrimos o Pré-Sal, a gente achava que o Brasil tinha que ser um exportador de derivado de petróleo, não exportador de óleo cru. […] Por isso que a gente criou que 75% dos royalties do petróleo do Pré-Sal era para investir em educação, saúde, ciência e tecnologia”, esclareceu. 

Após a explicação, Ratinho perguntou o motivo de nunca ter sido alcançado o objetivo de tornar o Brasil em grande exportador. Lula respondeu: “Porque deram um golpe na Dilma e desmancharam tudo”. Então, o apresentador admitiu não saber o que eram as pedaladas e o candidato esclareceu ser uma prática realizada por vários ex-presidentes, incluindo Fernando Henrique Cardoso. 

O tema do meio ambiente foi levantado quando Ratinho afirmou que também havia desmatamento durante os governos petistas, mas que não eram divulgados como hoje. Lula, então, revelou que as metas traçadas na época para diminuir a emissão de carbono e a devastação das matas foram alcançadas. “A gente pode fazer a preservação dos nossos biomas em riqueza”, afirmou. 

O presidente aproveitou também para falar de seus adversários nas eleições atuais. Em relação ao Bolsonaro, Lula adota tom ameno e afirma que a culpa da pandemia não foi dele, mas que houve uma falha e um atraso na elaboração de planos para o combate ao coronavírus. “É louvável ele ir agora visitar o túmulo da Rainha da Inglaterra, é louvável, mas ele poderia ter visitado uma criança que morreu de covid”, disse Lula. 

Por fim, brincadeiras foram feitas em relação ao conteúdo da garrafinha de água que o candidato leva para seus comícios. Ratinho questionou se realmente era água, e Lula confirmou, pois está com a voz prejudicada por conta da campanha eleitoral. No entanto, lembrou que não só gosta de uma cachaça como já bebeu com o apresentador em sua casa. Ratinho ainda elogiou o ex-presidente pela sua capacidade de diálogo e, então, Lula fez apelo para que a população compareça às eleições: “Faltam poucos dias para as eleições e eu queria que você comparecesse. Vá para a urna, vote. Em quem você acha que vai consertar esse país, mas vote”, disse.

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS

Capa

Os inimigos do governo Lula

Os inimigos do governo Lula já fazem perceptível sua presença dentro e fora do governo, instalados em posições importantes.