Em defesa da Petrobras e contra ajuste, milhares vão às ruas em BH

SOBERANIA: Dez mil pedaços de bolo foram distribuídos para a população, que apoiou o ato

“Aceita um pedacinho de bolo?”, neste momento o transeunte olhava com desconfiança, mas quando se completava “pelo aniversário de 62 anos da Petrobras”, ele pegava sorrindo. Foi essa a recepção dos belo horizontinos aos mais de 10 mil pedaços de bolo que marcaram o aniversário de 62 anos da Petrobras. O ato contou com 2.500 pessoas, na manhã de sábado (3), na capital mineira.

 1*drjwSJwkpP0QuVDxC6IZ7g

Estão querendo leiloar o petróleo e esse pessoal está protestando pra que ele continue no Brasil

  • avaliou a vendedora Mayara Magda Silva, vendo a marcha passar em frente à loja em que trabalha.

Nós lutamos tanto, esses sessenta e tantos anos por um tesouro que a gente tem, e vamos deixar leiloar: Não, tem que lutar mesmo.

diz.

1*_bjlnEwaU8AmXYxL1M1GeA

1*1bGFj7OIsaU9eYE4lj6c9A

Rosana Antônia dos Santos Araújo, moradora da Pedreira Prado Lopes, foi uma das mulheres que ajudou a cozinhar o bolo gigante. Ela explica que ele foi feito com muito carinho, como uma forma de “mostrar pra comunidade que a Petrobras tem que ficar com a gente. Pra ajudar na saúde, na educação, para recursos para as comunidades mesmo. Para trazer melhorias pra nós. O petróleo é nosso, é brasileiro, tem que ficar aqui no Brasil” .

O mesmo apoio deu o professor de português Adilson Ferreira de Souza, que viu a manifestação passar em frente ao seu ponto de ônibus. “Sei que o José Serra tem um projeto pra modificar a exploração do pré-sal, e tem interesse dos Estados Unidos nisso. Na época do Fernando Henrique eles já tinham o plano de privatizar a Petrobras, mas não deu tempo. Eu vejo que agora eles querem retomar isso. Entregar o nosso petróleo pra estrangeiro”, critica.

1*8oyE7jNtwO56X_EPKTIcagA manifestação de 3 de outubro integra uma campanha nacional e contínua para que a Petrobras continue sendo a única empresa na exploração do petróleo do pré-sal e que os casos de licitação continuem sob o regime de partilha. A modificação significaria a perda do Fundo Social Soberano para investimentos em saúde e educação.

“Nesse momento temos a oportunidade ímpar de uma descoberta tão importante como o pré-sal, que pode alavancar o desenvolvimento do país, gerar emprego e renda pro povo brasileiro”

, afirma o diretor da Federação Única dos Petroleiros, Leopoldino Martins. Os funcionários da Petrobras divulgam que

“Ninguém privatiza a Petrobras sem conhecer uma grande greve”

, em referência à greve de 1995, que barrou o projeto de privatização da empresa.

Uma nova etapa

1*z8zWAVHBpYI0tw3bBvAzZw1*TH5_y_XO0YbHi2aILCeacwA marcha aconteceu por volta das 10h, partindo da Pedreira Prado Lopes, bairro da periferia de Belo Horizonte. O ato, organizado pela Frente Brasil Popular Minas, alertava ainda para a defesa da democracia e era contra os ajustes fiscais promovidos pelo governo federal.

“Acaba o ciclo de uma estratégia conduzida pelo PT, e nesse momento os movimentos não podem ficar em torno dessa estratégia. A ideia é construir essa nova referência de esquerda, mas é também fundamental a resistência para não perder direitos, inclusive ‘as migalhas sociais’ que foram dadas nos últimos anos”, afirmou o educador popular Ranulfo Peloso, presente no ato em Belo Horizonte.

1*pfSE4ghoTrBXSf0JZ9swAQ

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS