Bolsonarista que desfila armado nas ruas de São Paulo pedindo golpe já ameaçou Lula

Bolsonarista José Sabatini é empresário de cidade do interior de SP e possui um histórico ações violentas; em 2021 teve armas confiscadas
Bolsonarista José Sabatini - Foto: Reprodução
Bolsonarista José Sabatini - Foto: Reprodução

Os Jornalistas Livres publicaram em suas redes, nesta terça (27), um vídeo que repercutiu na internet de um homem bolsonarista que exibia uma arma tipo escopeta e um revólver na cintura pelas ruas de São Paulo. O bolsonarista que aparece lambendo o cano da arma e discursando contra os poderes da República, foi identificado por internautas como sendo José Sabatini. Trata-se de uma figura já conhecida. Com um longo histórico de agressões, Sabatini já havia gravado vídeos ameaçando atirar no ex-presidente Lula em 2021.

Por Emanuela Godoy

“Estamos na luta aí, Bolsonaro. Vou mandar um recado para você. Recado não, é uma ordem que eu estou te dando: quando você colocar a faixa de vencedor das eleições você vai dar um golpe no Congresso e no Supremo”, disse Sabatini no vídeo

Vídeo do Bolsonarista José Sabatini exibindo armas na rua

José Sabatini é empresário da cidade de Arthur Nogueira, interior de São Paulo. Em 2021, ele havia gravado vídeo em que disparava contra alvos em um clube de tiro enquanto mandava um recado para o presidente: “Você (Lula) vai ter problema”. Na ocasião, o Partido dos Trabalhadores prestou queixa à Justiça, solicitando a prisão preventiva do agressor. O que ocorreu foi a apreensão de um revólver e de uma espingarda calibre 12 do empresário, que já tinha contra si várias ocorrências policiais em que protagonizou ações violentas.

“Lula, seu filha da puta, eu quero dar um recado para você, hoje é sábado dia 13 de março, presta atenção no recado que eu vou dar para você seu vagabundo. (…) não tenta transformar o meu país em uma Venezuela. Eu vou derramar meu sangue, mas eu vou lutar pelo meu país. (…) Você vai ter problema, hein, cara”.

Vídeo de 2021, em que o Bolsonarista ameaçou atirar em Lula

Ainda sobre o caso de 2021, uma audiência de conciliação foi agendada no mês passado entre os representantes do petista e o empresário. Os advogados de Lula pediram R$50 mil por danos morais argumentando que a pena provocaria um efeito pedagógico, ou seja, próximos atitudes semelhantes seriam reprimidos.

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS

A nova fase do bolsonarismo

Por RODRIGO PEREZ OLIVEIRA, professor de Teoria da História na Universidade Federal da Bahia O ato de 25/2 inaugurou um novo momento na história da