• Massarandupió

    Quando não se consegue esquecer as tolices, talvez seja porque não são tolices. Nunca escrevi sobre culinária e a arte de cozer bons alimentos e vendê-los no justo preço , mas quando me lembro da vila de Massarandupió, o chef Patrício e seus pratos, servindo em seu rancho peixe...
  • Hippie Arembepe

    Não diga que a canção está perdida, cantava Raul Seixas.  Nesses dias difíceis em que vivemos, em que vontades escusas de restrição das liberdades querem impor-se e instigam violências contra a pluralidade do viver social, redescubro lugar histórico da contracultura, o modo de ser, arma primitiva dos homens, numa...
  • Da Bahia não via, vejo

    Quando pisei na Bahia tudo desdizia, pois só via exclusão. Não fosse Iemanjá, que vi sair das águas, voltava, retornava. Mulher, lua cheia te anuncia. Doce delírio não me inspira ternura, mas a luta entre a cura e as doenças da alma. Ah, Iemanjá, teus pretos e brancos que...
  • Estudo científico comprova a importância das Terras Indígenas

    Estudo publicado na revista científica Proceedings of the National Academy of Sciences, de Washington, hoje divulgado nos Estados Unidos, afirma a importância das Terras Indígenas para a manutenção dos estoques de carbono: Durante décadas, os povos indígenas da Amazônia e as comunidades locais impediram o desmatamento e as emissões...
  • Heranças de um Brasil profundo

    Num país profundo, fusão de culturas diversas, nação fundida sobre chão de tantos povos,   onde o poder inculto desmerece os povos originários, abre-se o horizonte dos acervos em exposição cunhada por Emanoel Araújo. Arte enigmática e profícua dos povos indígenas do Brasil, arte sublime.  A metrópole, há 466...
  • Como adiar o fim da razão?

    Em 1537, o Papa Paulo III, emitiu a Bula Sublimis Deus, percebendo que algo não ia bem na relação espúria com os povos das terras recém ocupadas nas Américas. Reconheceu o Papa que índio era gente e que deviam legitimamente gozar de sua liberdade. Em 2020, o presidente do...
  • A roda viva dos ilusionistas

    O vice diz que cuidará da Amazônia: não temam. Não teimo,  agradeço o Conselho. Tal Chico sei inútil dormir que a dor não passa. O fogo que me queima, o óleo que me tinge, o pranto que molha,  agradeço. Brasileiro mesmo, cego que bebe tempestade, lamento. Agracio. ....
  • Conto da Virgínia

    22 000 pessoas protestaram na Virgínia, os mascarados, os barbados, senhoras louras cada qual portando suas armas, sua milícia, sua malícia. Na Virgínia, estado distante norte-americano, os homens protestam a favor das armas. Comprar apenas uma arma por mês? Não, querem mais. Todo direito de obter armas. Tolos, indecentes?...
  • O poder da cabeça de plumas e pés de havaianas

    Fotografias por Todd Southgate e Kamikia Kisêdjê No limite entre a Terra Indígena Xingu e a TI Capoto/Jarina, o homem velho do beiço grande convoca, pronuncia-se. Cacique Raoni, de longa data assina a conta conjunta das vozes indígenas. Lembro-me dele desde quando nasci, há mais de meio século. Muitos...