Vencedor do Prêmio Pulitzer, Maurício Lima denuncia golpe e critica Rede Globo durante discurso

O renomado fotógrafo brasileiro Maurício Lima denunciou o golpe contra a democracia em andamento no Brasil e criticou a Rede Globo durante discurso ao ganhar o prêmio jornalístico The John Faber Awards, nesta quinta-feira (28), em Nova York, Estados Unidos.

Após os agradecimentos, o jornalista falou sobre a situação política no País e se posicionou: “Eu acredito que todos aqui sabem o que está acontecendo no Brasil e eu gostaria de expressar meu suporte à liberdade de imprensa e à democracia, que é o exatamente o que não está acontecendo no Brasil neste momento”.

Antes de se retirar, Lima finalizou perante os 500 maiores líderes da imprensa mundial: “Eu sou contra o golpe”.

Enquanto falava, Maurício levantou uma placa escrito “Golpe Nunca Mais”, sendo que a letra “o” foi substituída pelo ícone da Rede Globo.

Na ocasião, Lima recebia o prêmio The John Faber Awards, da Overseas Press Club, que representa a melhor reportagem fotográfica internacional em jornal ou veículos de informação.

Assista ao momento aqui:

Mauricio Lima contribui para os Jornalistas Livres e é um dos fotojornalistas mais importantes em atuação. Ganhou o Prêmio Pulitzer 2016 pela cobertura dos refugiados na Europa e no Oriente Médio, entre outros prêmios.

COMENTÁRIOS

5 respostas

  1. Boa noite,
    Só sou uma brasileira no meio de milhões, qui é também contra o golpe.
    Acho que os ricos brasileiros só pensam no bolsos deles e a população não representa nada para eles… O que eles querem é o poder só isto e enviar a democracia fora pra dominar no próprio interesses deles. Sendo ladroes que acusam a democracia, é difícil dá crédito a estes golpistas. Nosso país vai vencer sim, quando contamos com gentes sinceras, honestas tal o Senhor Mauricio e os jornalistas livres. Levanta- te Brasil!

  2. So pra denunciar a mentalidade destes golpistas…Discuti com um cara em uma loja, cujo um grande carro esperava em frente. Eu pedi uma nota fiscal, ele virou pra mim e disse, ” não nunca faço nota fiscal pois não quero pagar imposto para os ladroes e para os preguiçosos, que recebem o bolsa família.” Eu disse pra eles, que era ele o ladrão pois se comportava como aqueles que comprava os celulares ou joias roubadas. Ainda bem que eu estava acompanhada, pois ele ficou furioso, e quando o vi voltar do carro pra loja de novo, confesso ter tido receios.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

POSTS RELACIONADOS