Trabalhadores da Cinemateca Brasileira entram novamente em greve

Ministro do Turismo prometeu uma decisão até sexta-feira, 19/06

Sem salários há três meses, e após demissões injustificadas, trabalhadores da Cinemateca Brasileira e da TV Escola decidiram entrar em greve pela segunda vez em uma semana.

Após três meses negociando a situação com a ACERP, empresa gestora da Cinemateca e da TV Escola, na última sexta-feira, dia 12 de junho, os funcionários paralisaram as atividades para pressionar o Conselho Administrativo pelos pagamentos. A resposta, no entanto, foi a demissão dos estagiários na própria sexta-feira, dos jovens aprendizes na segunda-feira (15) e mais dez funcionários “PJ” tiveram seus contratos encerrados na quarta-feira. Funcionários de empresas terceirizadas também estão sendo demitidos ao invés de realocados.

A paralisação ocorrerá entre os dias 18 a 26 de junho. Nesse período, os trabalhadores esperam duas reuniões importantes que podem ajudar a definir a situação. A primeira, no dia 19 de junho, é o prazo que os trabalhadores deram ao Ministério do Turismo apresentar uma solução institucional para a atual crise e a segunda, no dia 26 de junho, é uma nova reunião do Conselho Administrativo da Acerp.

Os funcionários divulgaram uma carta aberta para angariar apoio da sociedade. Leia abaixo:

CARTA ABERTA À COMUNIDADE CINEMATOGRÁFICA BRASILEIRA E ÀS SUAS ASSOCIAÇÕES.

Prezados colegas,
Como acompanham, a Cinemateca Brasileira está em grave crise financeira. E ainda não foi desenhada nenhuma solução para o futuro da instituição e tudo o que ela representa. Tampouco há uma resposta concreta, por parte da Acerp (empresa gestora da Cinemateca e da TV Escola) e do governo federal, para a situação precária e imediata em que se encontram os seus trabalhadores.

Já é fato notório que estamos com os pagamentos atrasados há 3 meses e continuamos trabalhando. Agora, temos colegas sendo demitidos, como estagiários e jovem aprendizes, contratos de prestação de serviço encerrados sem renovação, levando à perda de técnicos experientes e de longa data na Cinemateca.

Pelos motivos aqui expostos e juntos com os colegas da TV Escola, declaramos greve a partir de hoje, dia 18, até 26 de junho de 2020, data da próxima reunião do Conselho Administrativo da Acerp, ao qual exigimos a elaboração de um plano efetivo para o pagamento do que é devido aos trabalhadores.

Agradecemos o apoio que deram à instituição e a nós ao colocarem em evidência que “a Cinemateca Brasileira não existe sem os seus trabalhadores” e ao divulgar – e doar para – a nossa campanha de arrecadação. No entanto, precisamos de mais: devemos lutar ombro a ombro pelos salários, pela manutenção dos empregos e pelo acervo!

Como vocês também disseram, a remediação para a atual crise da Cinemateca só pode vir do Estado brasileiro. Não se pode exigir o nosso sacrifício individual para preservação e difusão do patrimônio cultural, são necessários recursos e equipes condizentes com o tamanho do acervo. A cultura brasileira em toda a sua diversidade deve ser assumida como responsabilidade do Estado que tem mostrado diariamente o seu macabro projeto de país.

Por acreditarmos que a Cinemateca Brasileira e seus trabalhadores só sairão desta terrível situação através da luta coletiva – encarnadas aqui nas palavras de Paulo Emílio, “[…] a Cinemateca vai ressuscitar de todo esse lixo, de toda essa poeira, pois o seu destino tornou-se inseparável do cinema brasileiro” -, contamos com a solidariedade de todos que puderem participar de nosso ato de greve em defesa dos salários, dos empregos e do acervo.

Ato em defesa da Cinemateca e de seus trabalhadores, sexta-feira, dia 19 de junho de 2020 a partir das 11h, em frente à Cinemateca Brasileira – Largo Senador Raul Cardoso, 207. https://www.facebook.com/events/209134540159457/

Sem salário, sem trabalho.

18 de junho de 2020.
Trabalhadores da Cinemateca Brasileira.

OBS.: Todos os participantes deverão utilizar máscaras protetoras de nariz e boca, além de manter a distância de segurança de no mínimo um metro e meio entre si. Levem álcool em gel e evitem compartilhar objetos.

 

Categorias
Cultura
Um comentário
  • Trabalhadores da Cinemateca Brasileira entram novamente em greve –
    19 junho 2020 at 8:45
    Comente

    […] post Trabalhadores da Cinemateca Brasileira entram novamente em greve apareceu primeiro em Jornalistas […]

  • Deixe uma resposta

    AfrikaansArabicChinese (Simplified)EnglishFrenchGermanItalianJapaneseKoreanPortugueseRussianSpanish

    Relacionado com