STF aumenta o próprio salário para R$ 46 mil, enquanto o povo passa fome

Enquanto a remuneração de magistrados acompanha a inflação, o reajuste salarial da população chega ao quarto ano consecutivo sem aumento real.
Ministros do STF

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) aprovou hoje o reajuste salarial em 18% de ministros e juízes. Até então, magistrados recebiam mais de 39 mil e, com o aumento, passarão a ganhar 46 mil, sem contar os demais benefícios de carreira. Como serve de teto para todo o funcionalismo público, a alteração possui potencial para efeito cascata, impactando também o orçamento do Executivo e Legislativo. 

O último aumento dos magistrados foi feito em 2018, enquanto os demais funcionários tiveram aumento só em 2016. De acordo com o teto constitucional de gastos, o orçamento do Judiciário chegará a 850 milhões de reais, em 2023, 10,9% a mais do que o ano atual. O percentual é o mesmo do registro oficial da inflação deste ano. Agora, a proposta será encaminhada ao Congresso, que tem a palavra final em relação ao orçamento. 

Enquanto o salário de ministros acompanha a inflação, o governo sancionou na terça-feira (9), a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que determina um aumento do piso salarial em 6,8%, sendo o quarto ano consecutivo com reajuste abaixo da inflação. O último aumento real ocorreu no início de 2019, através da política de valorização, aprovada em lei durante o governo Dilma Rousseff (PT). 

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS