A RETOMADA DO POVO KARIRI-XOCÓ

 O povo indígena da aldeia Kariri-Xocó, localizada no município Porto Real do Colégio (​Alagoas) ​, está realizando, desde 2015, diversas mobilizações e ações para cobrarem da Funai e do Ministério Público medidas cabíveis...

 O povo indígena da aldeia Kariri-Xocó, localizada no município Porto Real do Colégio (​Alagoas) ​, está realizando, desde 2015, diversas mobilizações e ações para cobrarem da Funai e do Ministério Público medidas cabíveis para a reintegração de posse de parte de suas terras da Área Indígena Kariri-Xocó, invadidas por fazendeiros e posseiros.

A área indígena Kariri-Xocó foi demarcada em 1993. No ano 2000 foram divulgados os resultados dos novos estudos de identificação e delimitação promovidos pela Funai, indicando que a área indígena deveria ser aumentada para 4.419 hectares.

Esta decisão desagradou a diversos fazendeiros da região que se viram ameaçados de desapropriação das terras que ocupavam.

Em 2006, foi autorizada a demarcação e declarada como posse permanente do povo Kariri-Xocó a terra indígena de 4.419 hectares (portaria ministerial nº 2.358, de dezembro de 2006). Em 2014, os fazendeiros pediram anulação da decisão que lhes foi veementemente negada pelo procurador Rodrigo Tenório.

Os fazendeiros, no entanto, recorreram e o processo tramita ainda hoje sem resolução.

Desde então, nenhuma ação tem sido realizada para a reintegração das terras indígenas. Desde fevereiro de 2015 os Kariri-Xocó realizam mobilizações como forma de chamar atenção da sociedade e órgãos competentes e permanecem ocupando parte de suas terras na chamada RETOMADA.

Formada em Comunicação Social pela Puc Campinas, Fabiana Ribeiro atua como fotojornalista para o Jornalistas Livres

Categorias
agronegócioDireitos HumanosÍndios
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

AfrikaansArabicChinese (Simplified)EnglishFrenchGermanItalianJapaneseKoreanPortugueseRussianSpanish