Orestes Bolsonaro, sobrinho do presidente, espancou namorada e é condenado

Orestes Bolsonaro foi condenado pela justiça de São Paulo por agressão a ex-namorada e também é réu por tentativa de feminicídio
Orestes Bolsonaro, sobrinho do presidente, condenado por agressão a namorada - Foto: Reprodução
Orestes Bolsonaro, sobrinho do presidente, condenado por agressão a namorada - Foto: Reprodução

A justiça de São Paulo condenou Orestes Bolsonaro Campos, de 41 anos, sobrinho do presidente Jair Bolsonaro. Além de ser réu por ter tentando matar a ex-mulher, foi condenado por espancar uma namorada. Denúncia feita pelo Ministério Público relatou a agressão de Orestes Bolsonaro a Ana Caroline, uma namorada. Durante uma festa, em 17 de setembro de 2020, Orestes Bolsonaro estapeou Ana, puxou o seu cabelo e arrastou-a pelo chão.

Por Emanuela Godoy

Na época da agressão, a jovem era menor de idade, tinha 17. À justiça, Ana contou que se relacionava com o sobrinho do presidente ocasionalmente. Na festa, ela estava alcoolizada e foi descansar em um quarto em que estava seu ex-namorado. Então, o sobrinho do presidente a acordou com um puxão de cabelo e a jogou no chão.

Orestes tentou agredir também o ex-namorado de Ana, mas foi impedido por outras pessoas que estavam na festa. Mais tarde, Orestes Bolsonaro ainda atacou novamente Ana, o que fez com que ela tivesse de fugir no carro do ex-namorado. Ao sair da festa, ela tinha marcas na coxa e no joelho e um galo na cabeça.

Orestes Bolsonaro Campos, sobrinho do presidente acusado de agressão – Foto: Reprodução

O sobrinho de Bolsonaro se defendeu dizendo que apenas rebateu a agressão do ex-namorado de Ana. Ao ter flagrado os dois juntos, o homem teria batido em Orestes Bolsonaro e Ana se machucou já que entrou no meio para defender o ex-namorado. Entretanto, a juíza Barbara Chinen disse que as lesões identificadas pela perícia não são compatíveis com a versão apresentada por Orestes. Dessa forma, o sobrinho do presidente foi condenado a uma indenização de R$ 15 mil à jovem.

Enquanto isso, outro processo corre na justiça paulista contra Orestes Bolsonaro. Nesse caso, ele é réu por homicídio qualificado tentado – feminicídio. A denúncia foi revelada pelo Brasil de Fato em 2021, que expôs como Orestes Bolsonaro tentou matar a ex-mulher e seu atual companheiro.

Valmir Oliveira, que é o namorado da ex-mulher de Orestes Bolsonaro, contou ao UOL que ele e a mulher foram atacados em uma casa em Cajati, a cerca de 230 quilômetros de São Paulo. Na ocasião, um dos filhos de Orestes , que tinha 3 anos, também estava na residência. “Ele falou que ia me matar; se não me matasse naquele dia ia ser em outra ocasião”, relatou ao UOL.

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS