Liberdade de expressão violada no Pará por prefeito do MDB

José Martins, prefeito de Conceição do Araguaia (Pará), violou a liberdade de expressão dos professores do Instituto Federal do Pará.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Na cidade de Conceição do Araguaia (Pará),  o direito de expressão dos seus cidadãos, e mais especificamente dos professores, foi violado: após pedidos dos professores filiados ao Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnologia (SINASAFE), no dia 4 de agosto foi colocado um banner demonstrando a rejeição às ações do atual governo. O banner estava em um local chamado Brigadeiro, próximo do rio Araguaia. 

A ação dos professores não foi isolada, e sim uma reação ao banner colocado pelo sindicato rural da cidade (Sindicato Rural de Conceição do Araguaia): 

O banner claramente demonstra uma posição política favorável ao atual governo, o que os professores contestaram ao colocar o banner abaixo: 

Mas como o direito de expressão dos professores foi violado? Como podemos ouvir no áudio abaixo, o prefeito disse claramente que se não conseguisse retirá-lo, iria destrui-lo, e surpreendentemente afirmou que ‘democracia tem limites’. Resultado: há dois dias, no dia 6 de agosto, o banner foi destruído, como é possível ver na imagem: 

É um absurdo que devamos presenciar atitudes tão ditatoriais em tempos democráticos, como relatou o sindicato (SINASEFE): ‘a cidade de Conceição do Araguaia não pertence ao prefeito, este a administra e não pode ter atitudes retrógradas como essa.’       

COMENTÁRIOS

  • Esse é o Brasil que temos hoje, só quero saber quem disse para esse senhor que DEMOCRACIA TEM LIMITES?

  • Já voltamos ao regine militar, ele é dono de Conceição do Araguaia, você estão corretos tem que denunciar e fazer ele indenizar, os custos do banner.

  • Tá certo prefeito, estas coisas tem limites, pode ser com qualquer um. Parabéns pela atitude

  • Realmente, uma atitude ridícula, retrógrada de pessoas altamente, ante democrática. O que o prefeito ditador , autoritário teria que repudiar era a ação facista, racista e cunho miliciano do qual o autidor estava apresentando. Uma leitura clara da morte no país. Agora destruir o auditor por demonstrar a real situação do país é ser conivente com tudo que o mesmo apresentava, uma leitura visual amplamente declarada. Lamentável e repudiavel. Isso demonstra a crise da nossa democrácia. Fora governo ditador………

  • Não acredito que democracia tenha limites, dever se ter o mínimo de respeito pelas pessoas, este banner foi feito com a intenção de denegrir a imagem de uma pessoa. Se quer fazer um protesto ok, mas faça o mínimo de bom senso e sabendo que existem limites que devem ser respeitados, a sua liberdade vai até onde começa a do outro.

  • Gostaria de saber quando irão corrigir o nome do prefeito? rsrsrsrs… não é José, é Jair!

  • Façam com ele o que ele fez com vocês. Não deixem que esse tipo de abuso execrável e deplorável seja uma constante em Conceição do Araguaia, que é um município conhecido pela resistência contra a famigerada e estúpida ditadura
    Façam valer o representante máximo, que a região acabou de perder D. Pedro Casaldáliga.

  • Será que foi dustruido o outro também? Deveria, já que pelo visto em Conceição do Araguaia não se pode expor opiniões. Lamentável. É só não votar em certos políticos nas próximas eleições.

  • Matéria perfeita, só erraram o nome do prefeito! Rsrsrsrs… Mas tirando esse detalhe chega a ser absurdo um atitude tão arrogante e prepotente. Alguém tem que avisar o Jair Martins, que tem uma diferença entre ser servidor da população na função de prefeito e querer ser dono da cidade.

  • Matéria perfeita, só erraram o nome do prefeito! Mas tirando esse detalhe chega a ser absurdo um atitude tão arrogante e prepotente. Alguém tem que avisar o Jair Martins, que tem uma diferença entre ser servidor da população na função de prefeito e querer ser dono da cidade.

  • POSTS RELACIONADOS

    >