Homem é esfaqueado e morto por antipetista após dizer que votaria em Lula

Antônio Lima, de 59 anos, foi brutalmente assassinado em um bar após responder que votaria em Lula. O autor já tinha passagem pela polícia

Antônio Carlos Silva de Lima, de 39 anos, morreu após ter sido brutalmente esfaqueado por um antipetista em um bar na região metropolitana de Fortaleza, Ceará. Segundo relatos, um homem entrou no estabelecimento acompanhado de uma mulher e perguntou “Quem é Lula aqui?”. Antônio então gritou “Eu sou!” Nesse momento, o agressor passou a desferir múltiplas facadas nas costelas da vítima, que não resistiu.

De acordo com a Polícia Civil do Ceará, que investiga o crime, o autor – um homem de 59 anos que já tinha passagem pela Polícia por lesão corporal dolosa – foi identificado e está sendo procurado a Delegacia Metropolitana de Cascavel, município onde o crime ocorreu. Segundo testemunhas, os nomes de Bolsonaro e Lula foram ouvidos durante a briga que antecedeu as facadas. “Com base nas informações colhidas no local do crime, a motivação estaria relacionada à discussão política. A vítima chegou a ser socorrida, mas morreu durante atendimento médico. As buscas pelo suspeito seguem”, afirma a polícia, em nota.

Antônio Carlos Silva de Lima era caseiro e deixa um filho de 10 anos. “Eu pedi a Deus que desse misericórdia para ele se recuperar, mas soube da notícia que ele foi a óbito”, lamenta sua irmã, em depoimento ao jornal O POVO. Ela afirma que é difícil “levantar a cabeça ainda mais da forma que aconteceu, por causa dessa besteira de política”.

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS

Lula e Xi: por nova ordem mundial

Coincidência vai além do terceiro mandato e é vista em discurso que desenha uma nova configuração da forças politicas no mundo, onde o protagonismo pode