Estranhos no ninho

O dia 16 de agosto foi um domingão legal para a família do catador de material reciclável Tiago Santos, que arrecadou cerca de R$ 700 em doações em dinheiro (presenciadas pelos Jornalistas Livres), churrasquinho, pipoca, 15 camisetas e uma bandeira brasileira, além de afagos entusiasmados nos cachorros Bob e Costela. Os “fora Dilma”, “fora Lula” e “fora PT”, eufóricos, comemoravam a presença de um autêntico miserável manifestando-se contra o governo Dilma.

“Tiago, Tiago! Olha pra cá, por favor!” Durante algumas horas ele foi tratado como amigo, irmão, amigo e parceiro por centenas de pessoas. Pediam-lhe selfies, filmaram, entrevistaram, homenageavam. Deram dinheiro. Tiago Santos, de 27 anos, conheceu o seu dia de glória na avenida Paulista de domingo passado (16/08), desfilando com a família negra e pobre, os cachorros e a carroça de catador adornada com cartaz em que se lia: “Fora Dilma. Fora PT. Fora corruptos”.

Com renda mensal de R$ 800 (obtidos da soma dos proventos com a atividade de reciclagem mais os R$ 380 do bolsa-família), Tiago usava camiseta amarela estampada com uma imagem de Dilma com nariz de Pinóquio. O filho mais velho, Juan, de 5 anos, vestia uma camiseta em que se lia “Fora Dilma”. A pequenina Isabelle, de 3, estava com uma da seleção brasileira. A companheira de Tiago, que disse se chamar Simone Gata, 18 anos, enrolava-se em uma bandeira do Brasil. Até os cachorros Bob e Costela, que não paravam de praticar sexo livre na avenida, estavam chiques demais em seus lenços com motivos pátrios.

 

Manifestantes faziam entrevistas gravadas com Tiago, a fim de distribuir nas redes sociais, como prova de que a manifestação anti-Dilma não era composta apenas pela chamada elite branca. Eis uma dessas, surreal:

Entrevistador Paulo de Almeida — “Você não é pobre… quer dizer, você não é rico e você é negro. O pessoal [do governo] diz que aqui só tem a elite branca. Você tem alguma coisa a dizer sobre isso?”

Tiago Santos— Sobre a elite branca? Essas coisas assim?…

Paulo de Almeida — Não, né! Você não conhece. Mas você é contra o governo.

Tiago Santos — Contra as atitudes do governo…

Paulo de Almeida — Exatamente! Entendi! Você é a favor do Brasil.

Tiago Santos— A favor do Brasil.

Paulo de Almeida — É contra a corrupção!

Tiago Santos — Contra a corrupção.

Paulo de Almeida — Contra tudo o que está aí!

Tiago Santos— Contra tudo.

Paulo de Almeida — Legal, irmão. Parabéns por seu trabalho. Isso aqui mostra qual é a elite branca que está protestando. Esse é o retrato do brasileiro. É o retrato do povo.

Tiago recebeu R$ 50 de ajuda de uma senhora que lhe perguntou: “Esses são seus?” Referia-se aos cachorros. A contribuição, ela ressaltou, era para “contribuir com a ração dos lindos”. Outra preferiu colocar R$ 20 nas mãozinhas de Isabelle, prontamente tomados por Simone Gata. Foram muitas doações.

Humberto Costa Barbosa , advogado de São Bernardo, 55 anos, colocou um chapéu verde e amarelo em Tiago, para que ele aparecesse mais patriótico nas imagens. Mas tomou-lhe de volta o chapéu, assim que acabou a sessão de fotos. “Eu sou pobre”, disse, rindo alto.

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS

Cessar um genocídio: artistas pelo impeachment

Artistas pelo Impeachment fazem lançamento público de seu Manifesto num Encontro Virtual na próxima Segunda (10), às 18hs, pelo face, twitter e youtube dos jornalistas livres.
Já estão confirmados para o Encontro Virtual de Segunda-feira (10), às 18hs, ao vivo com artistas apoiadores como Ailton Graça, Ailton, Krenak, Anna Muylaert, Avelin Buniacá Kambiwá, Dira Paes, Edgard Scandurra, Eliane Brum, Elisa Lucinda, Emicida, GOG, Ivan Lins, Lucas Afonso, Luis Miranda, Malu Gali, Marcello Airoldi, Março Ricca, Maria Bopp, Matheus Nachtergaele, Nuno Ramos, Paulo Betti, Preta Ferreira, Renata Carvalho, Sandra Nanayna, Taciana Barroso e Zeca Baleiro, dentre possíveis outros.

>