Bombeiros trabalham com uma única vítima no Paissandu

Discurso oficial é de que não há mortos. 45 pessoas estão desaparecidas.

Para bombeiros, só há uma vítima.

Em entrevista coletiva, Marcos Palumbo, capitão do Corpo de Bombeiros informou que trabalham com uma única vítima: o rapaz que tentaram resgatar no momento do desmoronamento.

O discurso oficial é o de que não há mortos.

45 pessoas estão desaparecidas até o momento, o número foi levantado com base no cadastramento anterior ao desastre feito pela prefeitura, comparado ao cadastro realizado hoje com os moradores.

O corpo de bombeiros, no entanto, não sabe afirmar se estas pessoas estavam no interior do prédio no momento do incêndio e desmoronamento, e pedem ajuda aos amigos e familiares para atualizar essa lista.

Neste momento os bombeiros retiram os destroços do entorno e continuam com o resfriamento do prédio.

As retroescavadeiras e tratores já chegaram, mas não serão utilizados nas próximas 48h. A estrutura ainda está frágil e pode ocasionar novos deslizamentos, causando risco à possíveis vítimas ainda vivas.

Moradores ocupavam também o subsolo do prédio, mas a equipe não sabe se haviam pessoas no momento do desastre.

A equipe de resgate está trabalhando com cães, que procuram pistas, entre elas a corda que o corpo de bombeiros usava no momento do resgate.

Categorias
Direitos HumanosLuta por MoradiaMoradiaSão Paulo
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

AfrikaansArabicChinese (Simplified)EnglishFrenchGermanItalianJapaneseKoreanPortugueseRussianSpanish