Derrotar Bolsonaro o quanto antes: VOTO ÚTIL em Lula é voto pelo Brasil

Para o Brasil reencontrar a esperança, voto útil em Lula!

Não se deve confiar cegamente em pesquisas. Nem desconfiar completamente delas. Mas quando praticamente todas apontam para a mesma direção é prova de que algo está acontecendo. O caminho está traçado. Bolsonaro está grogue frente ao adversário. A contagem do juiz no ringue está em 9. Falta só finalizar. Mas ainda resta um “tiquinho”, como diz Lula, para liquidar a fatura hoje, 2 de outubro.

Por Ricardo Melo

A maioria do eleitorado brasileiro está na situação daquela grávida que já completou os 9 meses (no caso, infelizmente, desastrosos quatro anos). Está tudo pronto para o parto. Aí chegam médicos e enfermeiras despreparados argumentando que é melhor esperar mais um mês. Faz sentido isso?

Não faz sentido nem para a parturiente –que corre o risco de sequelas irreparáveis se deixar para depois o que já está resolvido–, muito menos quando se trata de um país destroçado por um governo como o de Bolsonaro. Com um agravante: a cada dia que passa sob essa administração genocida o perigo de adiar a decisão sempre terá consequências catastróficas em todos os aspectos: democráticos, sociais, econômicos, culturais.

O “gabinete do ódio” ganhará fôlego para eliminar oposicionistas, à bala ou de fome; humilhar os pobres; manipular o Tesouro a favor de parlamentares de aluguel e tubarões do dinheiro gordo, desmatadores, grileiros e estelionatários de todas as espécies. Desqualificar as mulheres e a juventude. Tentar trucidar o voto democrático com uma enxurrada de fake news e expedientes dos mais baixos. Enfim, acelerar o desmonte do que ainda sobra do país e seu povo.

Voto útil pelo Brasil

O voto útil de que tanto se fala não é para Lula simplesmente. É para o país! Por mais que se discorde de erros cometidos em administrações petistas, compará-las à hecatombe bolsonarista não é apenas ignorância, má-fé, covardia e salvo conduto para os neo-fascistas. É compartilhar o desastre do presente e derreter o futuro das próximas gerações. As mães e pais de famílias, trabalhadoras e trabalhadores, os sem-terra e sem-teto, os 33 milhões de brasileiros que não têm o que comer sabem muito bem do que se trata. A juventude também.

Não se sabe o que sairá deste 2 de outubro. As mentiras e atos de desespero de um presidente que se vale até de um “padre” embusteiro como recurso político são um sinal do desvario e alucinação. A tentativa do capitão expulso do exército de cortar os transportes para impedir eleitores de votar é outro. Ainda: espalhar o medo nas regiões mais distantes e lançar mão de atos de sabotagem, violência e selvageria são instrumentos sempre à mão da turma neo-fascista.

Só há um jeito de derrotar tudo isso imediatamente. Rejeitar as provocações, comparecer em massa às seções de votação e marcar na urna o voto em Lula desde já. Haverá muito a fazer depois, mas sem esse primeiro passo o amanhã só prenuncia desgraças e tempestades.

Leia mais artigos de Ricardo Melo AQUI

Dúvidas sobre onde votar??? Veja AQUI

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS