Voltem para seus lares”, pede Mourão aos bolsonaristas nas ruas

Em discurso neste sábado, 31 de dezembro, o general Hamilton Mourão alfineta o fujão que sugeriu "um pretenso golpe"

No último pronunciamento deste desgoverno, o general Hamilton Mourão condena “o silêncio e a irresponsabilidade de líderes que criaram um clima de conflito e expuseram as Forças Armadas sugerindo um pretenso golpe”. Um tapa na cara do fujão Bolsonaro.

Como não há vácuo na política, o agora senador Mourão se cacifa para ser a voz ultraconservadora da oposição. Ficou claro em seu discurso o jab de direita (quem diria): “Lideranças que deveriam unir a nação, deixaram com que o silêncio, ou o protagonismo inoportuno, criasse um clima de caos e deixaram que as Forças Armadas pagassem a conta”.

Mourão ainda pediu aos apoiadores que voltem para suas casas, prometendo que os bolsonaristas eleitos para o Congresso promoverão uma “oposição dura” ao governo Lula.

“Tranquilize-mos. Retornemos à normalidade da vida, aos nossos afazeres, e ao concerto de nossos lares, com fé, e com a certeza de que nossos representantes eleitos farão dura oposição ao projeto progressista do governo de turno sem, contudo, promover oposição ao Brasil”, afirmou.

AS MENTIRAS DE MOURÃO

Economia: Mourão mentiu em seu pronunciamento ao dizer que o governo fez entregas significativas na economia. Foi mesmo? Nos últimos 4 anos o Brasil cresceu em média 1,1% ao ano, metade da expansão do PIB Mundial (2,2% ao ano). A taxa de juros reais do Brasil passou da 9ª posição no ranking de 156 países pesquisados, para o primeiro lugar, em 2022. Ou seja, o Brasil encerra 2022 com a maior taxa de juros reais do planeta.

Gestão do Estado: Mourão é contra o estado de bem-estar social com oferta de serviços à população. Para ele, eficaz reforma administrativa foi não recompor os postos de trabalho do estado que ficaram vazios com as aposentadorias. Ou seja, de propósito fomentaram a precarização dos serviços públicos.

Saúde: Mourão disse que trabalharam durante na pandemia. Com certeza, foram 694 mil mortes. Estimularam que a população não tomasse vacina (quem tomar vacina vira jacaré), não usasse máscara e tomasse o kit cloroquina (que matou, e não salvou)

Meio Ambiente: Mourão mente quando diz que em 2022 houve importante redução do desmatamento na Amazônia. Só em 2022 foram 10.243 km2 de área desmatada na Amazônia, a pior marca na série histórica.

COMENTÁRIOS

Deixe um comentário

POSTS RELACIONADOS

Quem vê corpo não vê coração. Na crônica de hoje falamos sobre desigualdade social e doença mental na classe trabalhadora.

Desigualdade social e doença mental

Quem vê corpo não vê coração.
Na crônica de hoje falamos sobre desigualdade social e doença mental. Sobre como a população pobre brasileira vem sofrendo com a fome, a má distribuição de renda e os efeitos disso tudo em nossa saúde.

A nova fase do bolsonarismo

Por RODRIGO PEREZ OLIVEIRA, professor de Teoria da História na Universidade Federal da Bahia O ato de 25/2 inaugurou um novo momento na história da