Tratores avançam no Quilombo Rio dos Macacos

Não sabemos que projeto eles estão fazendo. Mas mesmo que seja um projeto para cuidar da barragem, eles estão destruindo tudo com a máquina

Por Tatiana Scalco

Hoje, 08 de novembro de 2021, tratores avançaram no território do Quilombo do Rio dos Macacos, localizado no Território Metropolitano de Salvador – Bahia. Sem consulta prévia, sem informação do que iriam fazer, militares da Marinha do Brasil iniciaram o dia passando o trator na beirada do rio.

A comunidade não foi consultada nem informada sobre a ação em curso. “Não sabemos que projeto eles estão fazendo. Mas mesmo que seja um projeto para cuidar da barragem, eles estão destruindo tudo com a máquina”, destaca a liderança quilombola Rosemeire. “Estão destruindo os pés de dendê e de pau, na beira do rio”, continua.

Destruição da natureza no quilombo do rio dos Macacos

“Os militares da marinha do Brasil estão destruindo tudo com a máquina”, os pés de dendê e de pau na beira do rio, completa Rosemeire.

crédito Comunidade Quilombo Rio dos Macacos
crédito Comunidade Quilombo Rio dos Macacos
Destruição da natureza no quilombo do rio dos Macacos. Crédito Comunidade Quilombo Rio dos Macacos
Destruição da natureza no quilombo do rio dos Macacos. Crédito Comunidade Quilombo Rio dos Macacos
Destruição da natureza no quilombo do rio dos Macacos. Crédito Comunidade Quilombo Rio dos Macacos
Destruição da natureza no quilombo do rio dos Macacos. Crédito Comunidade Quilombo Rio dos Macacos

“Nossos pais deram a vida para que este rio se preservasse. O que eles vão fazer ali? “, pergunta. “O rio tem que ser de uso compartilhado entre a comunidade e a marinha”.

“É para proteger, não destruir tudo”, afirma Rosemeire.

Destruição da natureza no quilombo do rio dos Macacos. Crédito Comunidade Quilombo Rio dos Macacos

A comunidade clama ajuda ao Ministério Público Federal, Defensoria Pública da União e todos que puderem auxiliar. Eles destacam que não abrem mão do seu território.

A reportagem conversou com o Defensor Público da União – Regional Direitos Humanos, Vladimir Correia sobre a situação. Ele informou que acompanha o caso e está solicitando informações à Marinha do Brasil.

A reportagem continuará acompanhando o caso

Destruição da natureza no quilombo do rio dos Macacos. Crédito Comunidade Quilombo Rio dos Macacos

Para saber mais leia

URGENTE: Quilombolas de Rio dos Macacos (BA) gritam por socorro

E acompanhe a comunidade do quilombo do Rio dos Macacos no Instagram

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS

Lula acerta na economia?

Até agora o governo Lula 3 se configura como independente e assertivo na área econômica. Pode-se dizer que fosse economista, o Lula atual seria um desenvolvimentista, keynesiano e heterodoxo.

Bolsonaristas ameaçaram matar repórter dentro do Senado

“Encostaram uma arma na minha cintura, dizendo que eu ia morrer. Outro encostou em meu ouvido e disse que tinha outra arma nas minhas costas. Senti algo, como um pequeno cano. E não paravam de me xingar com diversos palavrões. Comecei a implorar pela minha vida”