Torcidas democráticas e antifas do Rio pela vida!

Dia 29/05 (sábado), 14 coletivos de torcedores democráticos e antifascistas de grandes times do Rio de Janeiro se unem aos protestos “Fora Bolsonaro!”.

As torcidas do Rio de Janeiro se unem pela democracia, pela vida e contra o fascismo. As  torcidas de futebol dão um exemplo de cidadania para o Brasil e superam suas diferenças para pedir o fim do desgoverno e o impeachment de Bolsonaro.A união dos brasileiros e brasileiras contra o genocídio de nosso povo.

No ano passado, as torcidas sacudiram o Brasil ao chamar atos pelo fora bolsonaro e agora se juntam novamente nos atos do dia 29 de maio chamado pela frente Brasil popular, povo sem medo e a coalização negra por direitos.a grande luta é pela vida.

O povo brasileiro quer dar um basta a um governo que promove a fome,  o desemprego, a pandemia e a subida dos preços nos mercados.Basta de Bolsocaro.Enfim, defender a vida com dignidade.

Torcidas democráticas e antifas do Rio pelo direito à vida! Foto antes da pandemia.

Torcidas democráticas e antifas do Rio pelo direito à vida!


Dia 29/05 (sábado), 14 coletivos de torcedores democráticos e antifascistas de grandes times do Rio de Janeiro se unem aos protestos “Fora Bolsonaro!”.

Nos faremos presentes por entender que estamos em risco todos os dias em nossos trabalhos ou mesmo em nossas casas por não termos garantia nenhuma, por parte de nossos governantes, de uma solução para a crise sanitária que está levando a vida de tantos brasileiros e brasileiras que não tinham como evitar sair de suas casas. Iremos as ruas, portanto, em memória dos mais de 400 mil brasileiros que morreram, em defesa de nosso direito à vida e queremos o fazer com segurança! Usaremos mascaras, álcool gel, manteremos distanciamento social.

Já são quase meio milhão de mortos – por uma catástrofe que poderia ter sido amenizada – e mais 14 milhões de brasileiros na extrema pobreza, sem auxílio emergencial ou renda básica.

A maior parte da nossa população já está nas ruas: nos ônibus e metrôs lotados, nos “corres” para se manter viva.
Os torcedores também reivindicam o fim do processo da elitização do futebol brasileiro, com a democratização dos clubes de futebol, o não retorno do público nos estádios sem que toda população esteja vacinada, além de ingressos populares e políticas públicas de esporte para todos e todas.
Vamos juntos e juntas, contra o fascismo! Basta! E em defesa da vida.



Torcidas democráticas e antifas do Rio pelo direito à vida!Foto antes da pandemia.

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS

CPI da Covid: agora começa um longo percurso para punir os genocidas

ACABOU A CPI DA COVID, E AGORA?

Seis meses depois, o relatório final da CPI da Covid elaborado por Renan Calheiros (MDB-AL) foi aprovado ontem (26/10) pela maioria dos membros da comissão

>