Rindo pra não chorar

A semana em charges

Salve, cidadão! Salve, amiga! Chegamos ao fim de mais uma semana na terra brasilis, chegou a hora de mais uma magnífica e indispensável edição do “Rindo pra não chorar – as notícias da semana em charges! Se o noticiário dos últimos sete dias te deprimiu e te deixou morrendo de vontade de fazer as malas e fugir do Brasil; parabéns! Você está entendendo direitinho a situação.

Por Fredy Varela

UNGA

A semana começou com o Brasil varonil pagando mico em Nova Iorque. Pelo 3° ano consecutivo o Mundo – entre atônito e envergonhado – assistiu a incongruência mitômana que nós aqui na Banânia temos o desprazer de assistir quase diariamente: O discurso do grande estadista Jair Messias Biroliro.

Por Carvall

Vira lata

Qual foi sua asneira favorita no delíri… Digo… Discurso… No discurso do Presidente? O combate ao comunismo? O asilo político aos cristãos do Afeganistão? O mimimi contra a imprensa esquerdista? O grande exemplo que o Brasil vem dando na preservação da natureza? O meu foi o “excesso de terras indígenas”… Impagável!

Por Bacellar

Fome

Enquanto isso no Brasil de verdade… 20.000.000 de famintos! 125.000.000 de Brasileiros em situação de insegurança alimentar! Mas pelo menos estamos combatendo o comunismo e não precisamos nos preocupar com que nossa bandeira um dia seja vermelha. Ainda que o principal cliente do agronegócio Brasileiro seja um certo país asiático… Detalhes, detalhes…

Por Toni d´Agostinho

Fino

Outra passagem pitoresca dessa semana que não poderia faltar no nosso “rindo pra não chorar” foi a delicada demonstração de equilíbrio e boas maneiras dada pelo Ministro do Genocídio Marcelo Queiroga, na gringolândia. Quanta classe!

Por Aziz

Fantoche do títere

Mas tenho que dar alguma razão ao digníssimo. Poxa… O sujeito já vive na patética situação de ser o fantoche de um títere, ou o títere de um fantoche – a ordem dos fatores não altera o produto – o sujeito já embarreou sua biografia e já não tem para onde ir no Brasil sem ser recebido como o cocô do cavalo do bandido… Aí quando ele chega em New York para ter um pouquinho de paz e dar umas voltinhas incógnito vai lá a turma encher o saco? Sacanagem, pô!

Por Felipe amarante

Bananinha pestilento

Mas claro que um discurso stevebannoniano, um ministro tresloucado, e um esculacho público do Bill De Blasio, não fossem suficientes… A delegação birulireira ainda teve o dom de espalhar covid nos EUA! Primeiro o Ministro do Genocídio – The Gentleman Queiroga – testou positivo e depois Dudu Bananinha – filhote 03 – declarou que voltou de lá carregando a peste. Claro que, como tudo que envolve o Bananinha, é bom desconfiar se não é garganta pra fazer propaganda de cloroquina e falar abobrinha sobre o passaporte sanitário…

Por Aroeira

Matricida e falsário

E já que entramos na seara “propaganda de cloroquina” o destaque da semana vai para Luciano “Véi da Havan” Hang Loose. To make a long story short, como dizem na terra da estátua da Havan, o empresário foi grampeado pela cpi da covid por ter – em conluio com a rede de experimentos nazistas saúde, Prevent Senior – fraudado o atestado de óbito de sua própria mãe(!!!) para que a morte não fosse registrada como covid19. Não contente com esse nível de psicopatia, Luciano galgou mais um degrauzinho de degradação e mentiu publicamente sobre o tratamento da mãe dizendo que se ela houvesse tomado remédio pra malária e pra verme poderia estar viva. Mentira por quê? Porque de fato o prontuário mostrou que a véia do véio tomou o kit cova. Digo… Kit covid….

Por Lafa

Filho da mãe

O mais embasbacante desse causo é que um empresário com bilhões e bilhões na conta bancária poderia perfeitamente ter isolado completamente sua mãe, com todos os confortos e cuidados, para garantir que ela não fosse exposta ao corona vírus. Realmente seria um gasto ridículo para ele, dinheiro de pinga… Mas sua convicção na pseudo-ciência o impediu de fazer o óbvio. A pergunta que fica é; quem negligencia a própria mãe desse jeito faz o que com os funcionários e clientes?

Por Vilé

O último que sair…

Mas nem só de vergonha internacional e ingratidão filial foi a semana do noticiário nacional… Também tivemos blecautes por diversas cidades do Brasil prenunciando o apagão que vem por aí! Já comprou seu gerador? Por aqui vamos de vela mesmo por que, ainda que houvesse verba pra gerador, com o preço da gasolina…

Por Edu

Bafo

Alguns analistas dizem que não devemos nos concentrar na crítica aos bolsonaristas, que no fim são o lado mais fraco da corda, manipulados por mecanismos complexos de doutrinação social e vítimas de um sistema educacional ineficiente e incapaz de inculcar espírito crítico e discernimento em grandes parcelas da população. Critica-los também pode gerar isolamento e fazer com que acirrem suas posições e fechem-se em seus círculos. Já eu acho que nós temos que dizer em alto e bom som que eles são uns come m&[email protected] do [email protected]@l#0, cambada de @#$%¨&!

Bom… E com essa edificante fala queiroguística chegamos ao fim de mais um Rindo pra Não Chorar, lembrando sempre que se cansar de rir pode chorar sim! Mas melhor que rir e chorar é pressionar pela queda desse governo lixo que infesta o Planalto. E para isso, você, amigo, você, companheira, terá uma excelente oportunidade agora no dia dois de Outubro ! Máscara N95, KN95 ou PFF2, álcool 70%, distanciamento de 2 metros e duas doses no braço: Rua, volver!

Até!

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS

>