Rindo para não chorar

A semana em charges

Éééé… Minha senhora… Pois é, meu senhor… Que semana – que semana! Está cada vez mais difícil de se manter rindo pra não chorar nessa pocilga gigante chamada Brasil. A morte matada do Bolsa-família abriu uma tenebrosa temporada fúnebre nesse feriado de finados onde o país e o mundo perderam o grande artista plástico Jaider Esbell, a cantora Marília Mendença e o monstro sagrado do piano, o virtuosíssimo Nelson Freire. E nem vamos mencionar as 610.000 vítimas da covid (e do governo genocida) que é pra não deprimir demais… Vamos logo pras charges pra ver se anima essa bagaça!

Por Geuvar

Secret Agent Man

Com bastante preocupação assistimos uma parte relevante da esquerda menosprezando a força da candidatura Moro (The Mallard of Maringá). Vamos lembrar sempre, meus amores: Um país que elege Biroliro elege uma pilha de esterco pra presidente. E o homem tem Globo, Judiciário, mercado financeiro (não ouviram o recado do Esteves?) e os Estados Unidos da América na retaguarda. Apenas. Além, claro, de 144 mil urnas positivamente suspeitas.

Por Bacellar

La catrina

Dia 2, terça feira, finados no Brasil, dia de los muertos no México, seguramente é o feriado favorito do Biroliro. O homem só pensa naquilo… Morte!

Por Amarildo

Massacre

Segue o massacre ao povo brasileiro. Em todo o país foram noticiados casos de grandes filas em frente as agências da CEF de ex-beneficiários do extinto Bolsa família em desespero tentando entender como será a transição para o bolsa-bolso22. Infelizmente nem o governo sabe. O que de fato se sabe é que o programa não será perene, ou seja, pós-eleição o povo mais sofrido será jogada na miséria total. Em tempos de pandemia e desestruturação econômica… Um massacre!

Por Lute

Contramão

Sinceramente, em minha modesta porem quase sempre sincera opinião, conferências do tipo da COP26 são uma grande papagaida… Mas aparentemente de fato temos essa boa notícia de que as emissões de gases de efeito estufa diminuiram globalmente (difícil saber, no entanto, o quanto a desaceleração econômica trazida pela crise do covid pesou nisto). A exceção, claro, é o Brasil das queimadas. E do filme queimado.

Por Duke

Falando em filme queimado

Um leproso com um gambá no colo seria menos repelido que nosso desconvinhável presidente

Por Felipe Amarante

Covardes

O troféu “FDP da semana” vai pros verme de Itabira (MG) que protagonizaram essa cena repugnante. Quando a gente acha que os pé-de-bota não tem mais como descer na escala moral eles sempre superam nossas expectativas.

Por Carol Andrade

Artigo 157

Mas talvez o ponto alto da baixeza nos últimos 7 dias tenha sido a apresentação da MPV 1060/21 a PEC dos Precatórios, mais conhecida como Calotão pelos mais chegados. É ROUBO. E FOI COMPRADA COM VERBA PÚBLICA.

Por Genildo

É FOME!

O grito ensurdecedor da semana: É fome, por favor, é fome! Nessa não precisa rir, pode chorar. Eu chorei.

Por Toni d´Agostinho

Medalha de pirita

Parabéns, Presidente, pela medalha de grão-mestre da Ordem Nacional do Mérito Científico. É Santos Dumont, Oswaldo Cruz, Adolfo Lutz e logo ali coladinho Jair Bolsonaro. Os maiores gigantes da ciência nacional.

Por hoje é só pessoal. Aproveito para avisar que, para frustração geral da nação, semana que vem não teremos o “rindo para não chorar” por motivos de viagem para a roça no feriadão! Aproveitem bem esses 15 dias de descanso por que em breve tem mais. Beijos no coração. Juízo.


COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS

O que é social-liberalismo?

É fundamental que todos tenham nítido sobre qual escolha Lula fez para não se queixar sobre o peixe que comprou

>