Rindo para não chorar

A semana em charges

Salve, salve, camaradas! Chegou aquele momento que todos estavam esperando ansiosamente: Rindo para não chorar – a semana em charges! Se os seus últimos 7 dias foram uma m&[email protected] completa e mau cheirosa, não se aflija: Não é você que está errado; é o Brasil. Então tome lá umas charginhas pra aliviar essa pressão que é viver nos tristes trópicos e, pelo menos por uns minutinhos, seje feliz:

Por Duke

Cachorro magro

Poís é né, colega. Tá osso. Toda semana a gente vem aqui reclamar da inflação, toda semana a gente escuta um blábláblá – alguma explicação “técnica” por aí – de como estamos próximos do teto inflacionário e os preços vão estabilizar… E toda semana o moço da remarcadora no supermercado manda pro espaço as previsões dos economistas liberais. Já tem vira-lata escondendo osso do dono pra não passar fome… E com o câmbio, os combustíveis e os preços internacionais de shiping nas alturas, esse tal de teto inflacionário já deve estar pra lá da exosfera…

Por Latuff

Truco. Seis. Nove…Onze!

Crime de epidemia com resultado de morte. Crime de infração a medidas sanitárias preventivas. Crime de emprego irregular de verba pública. Crime pela incitação ao crime. Crime de falsificação de documentos particulares. Crime de charlatanismo. Crime de Prevaricação. Crime de genocídio de indígenas. Crime contra a humanidade. Crime de responsabilidade. Crime de homicídio comissivo por omissão no enfrentamento da pandemia.

E então, meu amor? Qual é o seu indiciamento favorito do Bolsonaro pelo relatório da CPI da Covid? Eu sei que “crime de epidemia com resultado de morte” é o carro-chefe mas como resistir ao apelo de um “crime contra humanidade”? Isso sem contar o charme prosaico todo especial do “crime de charlatanismo” que, admitamos, serve como uma luva de veludo no Presidiári… digo… Presidente. Duro de escolher, né?

Por Bacellar

Não deLira

Agora, sinceramente… O que são esses 11 pecadilhos perto de uma pedalada fiscal? Bagatelas! Ainda mais pra quem tem o peixe do Eduardo Cunha – Arthur Lira – no bolso… E tem gente que ainda acredita que o “gângster” é carta fora do baralho político… Realmente a velhinha de Taubaté fez escola no Brasil… Seguimos rindo para não chorar.

Por Gilmar

Nossa Senhora

Terça feira foi dia de Nossa Senhora Aparecida, mais conhecido no comércio como dia dos ranhentos das crianças. Aquela data feliz em que os pimpolhos ricos ganham um presentão, os pimpolhos médios ganham um pedaço de plástico superfaturado e os pimpolhos pobres ganham um lembrete de como nossa sociedade é canalha. Essa do Gilmar não dá pra rir não. De chorar.

por Fraga

Vamos a la playa ô-ôôô

Agora, é claro, que para 90% dos brasileiros a melhor coisa do dia da padroeira é o feriado. No entanto, somando covid, gasolina, pedágios e presente pas quiança, a decisão mais sábia do dia 12 foi ficar em casa.

Por Lute

Ouro líquido

Com a última pedrada do dia 8, sentida a partir de segunda, o acumulado do aumento no preço da gasolina já está em 40%. QUARENTA PORCENTO. Qua-ren-ta por-cen-to. Quer detalhes? Detalhes do crime aqui.

Por J.Bosco

Parabéns, Pssôres!

E próximo ao dia das crianças tivemos também sua data-irmã (juntas, essas idolatradas manas, formam a famigerada semana do saco cheio, o terceiro período do ano favorito dos estudantes logo depois das férias de verão e das férias de inverno) o dia dos sofredores professores. Parabéns, mestres.

Por Toni d´Agostinho

Prata da casa

Já que estamos no embalo dos parabéns me deem licença para rasgar uma seda para nosso querido chargista livre Toni d´Agostinho que essa semana fez a centésima charge do seu impagável “café com fascistas”. Acompanhem essa série incrível em nossas redes. É nóis, Tonito.

Por Cau Gomez

Rapina

Essa não é referente à última semana. Mas é referentes a todas às últimas semanas do Brasil desde 1945 pelo menos… Sim, nossa elite é sacana e anti-popular, mas nunca nos esqueçamos; são vassalos. Os suseranos vivem estão no Norte. Spread the word, brotha! Hallelujah, sistah!

E com esse PDéFinho maroto (recomendo MUITO a leitura) chegamos ao fim desse “rindo para não chorar”, espero que você tenha mais rido que do chorado nessa semana com o picadeiro desse gigantesco circo chamado Brasil. Beijo no corassáum, se vemos domingo que vem!

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS

>