Diário do bolso: voto, Trump e o golpe de verdade

E, se eu não conseguir o voto em papel, pelo menos desmoralizo a eleição. Aí, com a população armada e o exército do meu lado, eu mostro pro Donald como é que se dá um golpe de verdade

Por José Roberto Torero*  Diarinho, o pessoal fica me perguntando: “Por que vossa presidência quer a volta do voto em papel?”

Ah, inocentes…

A resposta tá nesse recortezinho aqui, ó.

(E, se eu não conseguir o voto em papel, pelo menos desmoralizo a eleição. Aí, com a população armada e o exército do meu lado, eu mostro pro Donald como é que se dá um golpe de verdade.)

*José Roberto Torero é autor de livros, como “O Chalaça”, vencedor do Prêmio Jabuti de 1995. Além disso, escreveu roteiros para cinema e tevê, como em Retrato Falado para Rede Globo do Brasil. Também foi colunista de Esportes da Folha de S. Paulo entre 1998 e 2012.

#diariodobolso

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS

Diário do Bolso: “se gritar ‘pega Centrão’, não fica um”

O general Augusto Heleno, que cantou “Se gritar ‘pega Centrão’, não fica um, meu irmão…”, agora diz que o Centrão nem existe. Acho que ele vai trocar a letra dessa música pra alguma coisa assim: “Se gritar ‘pega Centrão’, o governo inteiro levanta a mão…”

Diário do Bolso: entupido e não cheirando bem

Os canhotos riem, mas esse meu entupimento veio bem a calhar. Como estou com cagaço de enfrentar essa CPI da covid, aproveitei o meu estado descocomentoso pra me fazer de vítima. Aquela foto de mim cheio de tubo já foi isso. Porque o meu marquetim é esse: quando não tô matando, tô morrendo.

Diário do Bolso: a esquerdalha ri do meu soluço, hic

Teve um sujeito que, hic, disse que o Lira tinha que botar o, hic, pedido de impitimem em pauta, que aí o susto, hic, ia me curar. E outro respondeu que melhor ainda seriadizer que, hic, tinham recuperado as, hic, mensagens do celular do Dominghetti.