PT elege duas mulheres para grandes prefeituras de Minas

Bancária Marília Campos e a professora Margarida Salomão vão ocupar o Executivo de Contagem e Juiz de Fora
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O PT elegeu prefeitas para dois dos principais municípios de Minas Gerais. A deputada estadual Marília Campos vai retornar à prefeitura de Contagem, cidade de 670 mil na Grande Belo Horizonte, enquanto a deputada federal Margarida Salomão vai ocupar a prefeitura da Juiz de Fora, na Zona da Mata de Minas.

A bancária Marília Campos se aliou ao MDB, PCdoB e PSB e acabou saindo vitoriosa com 147.768 votos (51,35), em dura disputa com o empresário Felipe Saliba, do DEM, que caiu de para-quedas na eleição de Contagem mas obteve 139.987 votos (48,65%) com o apoio de partidos de direita e velhos caciques políticos da cidade. A petista já administrou a cidade em duas gestões na década passada e vai suceder o tucano Alex de Freitas.

Marília Campos volta à prefeitura de Contagem pela terceira vez

Em Juiz de Fora, cidade de 570 mil habitantes, a professora universitária Margarida Salomão saiu vitoriosa após disputar a prefeitura pela terceira vez pelo PT em segundo turno, desta vez em aliança com o PV, PCdoB, Psol, Rede e PSTU. Ela obteve 144.529 votos (54,98%) contra o empresário da construção civil Wilson Rezato (PSB), que chegou aos 118.349 votos (45,02%). No primeiro turno Margarida saiu vitoriosa na área urbana da cidade, enquanto Rezato teve sua votação concentrada na zona rural.

Mulheres

O primeiro turno na cidade foi marcado pela votação maciça nas mulheres para a Câmara dos Vereadores, com 72,4% dos votos destinados a elas. Com isso, foram eleitas quatro candidatas, fato inédito em Juiz de Fora. Cida, do PT, foi a mais votada, com 6.045 votos, enquanto as outras foram Laiz Perrut (PT), com 2.997 votos; Tallia Sobral (Psol), com 2.948 votos e Kátia Franco Protetora (PSC), com 2.697 votos. Margarida Salomão já adiantou que pretende repartir igualitariamente os cargos da prefeitura entre mulheres e homens.

Ainda neste segundo turno, em Uberaba, no Triângulo Mineiro, a arquiteta Elisa Araújo, de 38 anos, disputou pela primeira vez uma eleição e foi eleita pelo Solidariedade com 85.990 votos (57.36%) contra Tony Carlos, do PTB. Já em Governador Valadares, no Vale do Rio Doce, o prefeito tucano André Merlo foi reeleito com 71.764 votos (57,74%) na disputa com Dr. Luciano, do PSC.

Retomada

No primeiro turno, o PT retomou duas importantes prefeituras em Minas. Em Teófilo Otoni, tradicional reduto petista, com Daniel Sucupira, que obteve 31.747 votos contra o bolsonarista Comandante Marinho (Patriota), que teve 30.993 votos. Já em João Monlevade, no Vale do Aço, o petista Dr. Laércio Ribeiro voltou à prefeitura com 14.434 votos contra Dr. Railton, do PDT, que teve 13.186 votos.

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS

Um primeiro balanço das eleições 2020

A palavra que define essas eleições não é derrota, nem mesmo vitória, mas transição. Os partidos de centro-direita se saíram bem. Os candidatos bolsonarista e o centro-esquerda não colheram frutos em abundância. Mas, isso não garante vida fácil para o centro-direita daqui por diante

>