Pessoas com camisas do PCO atacam ativistas do MSTC e Carmen Silva

O movimento de moradia tentava apartar a briga que pessoas vestidas como PCO causaram ao tentar expulsar o PSDB do ato contra Bolsonaro
Bandeira do PSDB queimada depois de ataque de pessoas vestidas com camisetas do PCO
Bandeira do PSDB queimada depois de ataque de pessoas vestidas com camisetas do PCO

Ninguém daria importância ao que pensa, come ou como se reproduz o chamado Partido da Causa Operária, o PCO, se a organização minúscula não tivesse como modus operandi a busca incessante por exibir seus músculos e testosterona. Já vimos esse filme antes. Os grandalhões do PCO adoram pagar de bravos. A pena é que esses músculos raramente obedeçam ao comando do cérebro. Ontem, aconteceu mais uma vez.

A manifestação contra o genocida Jair Bolsonaro foi convocada pelas mais importantes organizações sociais brasileiras e por uma frente de partidos e de sindicatos que estão convencidos dos danos irreparáveis que o atual governante está causando à vida da população, à economia, à democracia e mesmo à auto-estima do povo.

É preciso retirar do Palácio do Planalto o “Mito” fascista, que nega vacinas para comprá-las superfaturadas, que destrói, dizima, mata e elogia a tortura. E ainda ri o riso da hiena sobre os cadáveres de suas vítimas!

Desta vez, a auto-denominada “Ala da Diversidade do PSDB” resolveu comparecer à avenida Paulista. Lembremos que o PSDB foi quem deu início a todas as articulações golpistas quando se recusou a acatar o resultado das urnas de 2014, que deram a vitória a Dilma Rousseff (PT) sobre a candidatura do tucano Aécio Neves.

Mal havia sido publicado o resultado eleitoral e Aécio já alegava uma suposta fraude (nos mesmos moldes que, depois, seriam vistos na contestação golpista na Bolívia, no Peru e mesmo nos Estados Unidos de Donald Trump). Aécio e o PSDB passarão à história como a vanguarda de todos os atrasos e tragédias políticas vividas pelas democracias ocidentais.

Também lembremos que os tucanos não ficaram aí. Oportunistas de carteirinha, apoiaram Bolsonaro mesmo depois de ele defender a tortura, o estupro de mulheres “que valessem a pena”… depois de o serial killer do Planalto Central se dizer contra as demarcações de terras indígenas, contra quilombolas, e até contra FHC, para o qual propugnou a morte.

Como esquecer da chapa Bolsodoria (Bolsonaro e João Doria em SP) ou o apoio que Eduardo Leite, governador tucano do Rio Grande do Sul, deu a Bolsonaro em 2018? Leite, que acaba de se assumir gay publicamente, apoiou Bolsonaro mesmo sabendo que o fascista preferia um filho morto em acidente de carro a sabê-lo homossexual.

Tucanos são assim. Espancam professores, usam as tropas de choque sem qualquer controle contra os movimentos sociais. Atacam mulheres e crianças que apenas querem um teto para viver.

Agora, quando a chapa esquentou para o maníaco motociclista, cercado de escândalos por todos os lados, o PSDB resolveu aderir aos atos Fora Bolsonaro. Mudou o PSDB? Claro que não. Mudou o País, que está horrorizado, vendo o sangue escorrer das mãos do miliciano-chefe.

Os tucanos não perderiam a chance de entrar na imensa mobilização anti-Bolsonaro, como forma de tentar mudar o curso dela e viabilizar uma Terceira Via, pela qual estão obcecados.

PSDB na “comissão de frente”

Então, ontem, pela primeira vez, o PSDB compareceu, com suas bandeiras, a uma manifestação-passeata contra Bolsonaro. Foram com 50 militantes, oriundos da tal Ala da Diversidade, que são os tucanos LGBTQIA+. Em vez de somarem na concentração em frente ao MASP (Museu de Arte de São Paulo), preferiram postar-se em estratégica posição que lhes garantiria o lugar “comissão de frente” da passeata. Uma glória medíocre, diga-se, a que a organização da manifestação nem deu atenção.

Mas aí surgiu o PCO, ou melhor, cerca de 30 homens parrudos (nove dos quais claramente provocadores), vestidos com as camisetas vermelhas do PCO, que resolveram colocar os tucanos pra fora da manifestação. Tudo na base, é claro, de violência, de músculos e de cabos de bandeiras, usados como armas de guerra.

Homens com camisetas do PCO atacam manifestantes do PSDB e do Movimento MSTC, que tentavam evitar o confronto

Diante de um cenário de confronto que poderia resultar em vários feridos, um grupo de militantes do Movimento Sem Teto do Centro (MSTC) colocou-se entre os tucanos e o PCO. Entre esses militantes do MSTC estava Carmen Silva, 60 anos, a mais importante liderança do movimento de moradia do centro de São Paulo, e várias mulheres com crianças. Mas nem aí a sanha do PCO arrefeceu e os fortões resolveram partir para cima do MSTC. Resultado: três militantes do movimento de moradia ficaram feridos: um na cabeça, outro no estômago e outro no braço. Outros três tiveram seus celulares roubados durante a agressão.

O PCO foi à manifestação depois de ter retirado sua assinatura do super-pedido de impeachment de Bolsonaro, que reuniu Partido Comunista Brasileiro (PCB); Partido Comunista do Brasil (PCdoB); Partido Democrático Trabalhista (PDT); Partido dos Trabalhadores (PT); Partido Socialismo e Liberdade (PSOL); Partido Socialista Brasileiro (PSB); Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU); Rede Sustentabilidade; e Unidade Popular (UP), além de centenas de entidades e organizações populares. Para piorar, na véspera da manifestação, o PCO soltou em seu jornal texto que deixa claro o ânimo divisionista do partido em relação às manifestações contra Bolsonaro:

“Fora direita dos atos. Em ato da esquerda, tucano não gorjeia. Para a garantir a continuidade e a expansão do movimento fora Bolsonaro é necessários expulsar a direita dos atos.”

Mais claro, impossível! E segue o texto:

“É preciso escorraçar esses inimigos do povo das manifestações (…) É fundamental expulsar pelos meios necessários a direita das mobilizações (…) Nos atos da esquerda, tucano algum pode granjear (som emitido pelos tucanos), não há espaço para a direita, inimiga do povo.”

Em outro texto, o espetáculo de sectarismo segue: o mesmo PCO critica todos os que compareceram à manifestação vestidos com as cores da bandeira brasileira. Como se não houvesse a ameaça terrível de um golpe fascista no Brasil, armado pelos setores da linha-dura do Exército, pelas PMs aparelhadas, pelos milicianos e pelas empresas de segurança privada fortemente armadas e aliadas do bolsonarismo.

Sabemos o que é o PSDB e o papel que seus principais dirigentes desempenharam para que chegássemos até as sombras de agora. Mas sabemos que há setores sinceros de eleitores do PSDB que precisam ser atraídos para a defesa da Democracia, contra o fascismo. E a forma mais eficaz para evitar que eles estejam conosco, como já estiveram nas campanhas das Diretas Já, da Anistia e do Fora Collor, é na base da pancadaria.

O debate político não se faz com músculos, com covardia, atacando lideranças legítimas do movimento social, como é o MSTC, cujo único erro, na manifestação de ontem, foi evitar um mal maior, que aconteceria se a violência iniciada pelo PCO tivesse se generalizado.

O caminho da luta contra o Fascismo é árduo. E não é com esquerdismos infantis que derrubaremos Bolsonaro e chegaremos a um País mais justo e igualitário!

Todos unidos contra Bolsonaro!

Leia a nota do MSTC sobre os acontecimentos de 3 de julho:

Hoje, dia 3 de julho, o Movimento Sem Teto do Centro, liderado por Carmen Silva, foi às ruas com diversas organizações e partidos políticos. É o terceiro ato em que o MSTC se une ao povo contra o genocídio promovido pelo presidente Jair Bolsonaro.

Em um certo trecho da caminhada, o MSTC foi surpreendido por uma cena horrível: pessoas vestindo camisetas do Partido da Causa Operária (PCO) agrediam militantes do PSDB.

Carmen Silva de imediato tentou conter a briga a apaziguar o tumulto.

Nesse momento, três membros do movimento MSTC foram agredidos, um na cabeça, outro no estômago e outro no braço. Outros três tiveram seus celulares roubados.

O Movimento agora está com seus advogados, discutindo as providências legais para coibir novos episódios de violência.

Os atos, desde o dia 29 de março, estão sendo organizados com excelência por organizações e partidos de esquerda. O objetivo é só um: derrubar Bolsonaro e exigir vacina e dignidade.

Em nota, a liderança Carmen Silva disse:

“Os atos, desde o dia 29 de maio, estão sendo organizados com excelência por organizações e partidos de esquerda. O objetivo é só um: derrubar Bolsonaro e exigir vacina e dignidade.

Nós, do MSTC, estamos fazendo o que o governo não faz. Só o MSTC tem 150 núcleos de distribuição de cestas básicas nesse massacre orquestrado.

Agora mesmo, estamos trabalhando no empoderamento das mulheres negras, com a oferta de oficinas e outras atividades educativas.

Por isso, não aceitamos a agressão sectária de pessoas vestidas com as cores da revolução, que tentam dividir o grande bloco contra a ameaça do Fascismo. Não queremos mais ódio. Queremos um Brasil justo. Fora Bolsonaro!

COMENTÁRIOS

    • Único protagonismo que existe aqui é o do PCO, os, cara estão com FORA BOLSONARO muito antes de qualquer esquerda. Aliança com PSDB é um erro enorme a esquerda sozinha precisa tirar o Bozo precisamos lembrar que quem criou esses bolsonaristas foram esse entulho politico do PSDB.

      • O PCO está no Fora qualquer pessoa muito antes de qualquer pessoa. O PCO faz oposição a todos os governos, sejam de direita ou de esquerda. O PCO não fez absolutamente nada por ninguém e só age na base da violência nas manifestações dos outros, já que ele sozinho não consegue nem mobilizar a minúscula militância que tem. Se o PCO não sabe se comportar, que deixe para os adultos a ação.

  • Não Podemos aceita violência , quando estamos juntos na mesma causa ! Depois que nós tirarmos o Bozo discutimos e debatemos as diferenças . Manter o foco . O Hitler caiu com ajuda da Rússia e países Ocidentais.Só depois foram discutir as diferenças.

    • O problema é que o PSDB não está na mesma causa, nunca assinaram nenhum pedido de impeachment e foram eles que criaram o bolsonarismo apoiando contra o governo da Dilma, deixar eles entrarem na manifestação é uma traição contra o povo brasileiro.
      Sobre o “foco” a esquerda sozinha consegue tirar ele, mas tem que mobilizar o povo, os sindicatos e movimentos populares veja a CUT tem mais de 25 milhões de trabalhadores você realmente não pensa ser possível mobilizar eles contra o bozo? O pessoal tá sofrendo que mais perdeu nessa pandemia foi os trabalhadores

      Esse deve ser foco do movimento mobilizar o povo não os partidos falidos e corruptos desse pais

      • Ninguém discorda que o PSDB não está na mesma causa que nós. Porém, isso não torna o PCO correto da forma como age. Pois eles são exatamente o que a PM quer para reprimir a manifestação. Partido nanico que não cresce por se recusar a militar e fazer política, mas quer ditar em manifestações que ele não é capaz de convocar como ela deve ocorrer. O PCO precisa aprender a se por no lugar dele e parar com estrelismo.

        • Então cara acho que voce está cometendo um erro do ponto de vista politico, na visão do PCO o grande erro nessas manifestações seria permitir que esses setores falidos tivessem influência sobre o movimento como um partido constituído apenas de militantes combativos o pessoal não deixou o PSDB se meter mesmo, agora criticar a ala mais combativa do movimento te joga para uma posição politica estranha e confusa que seria defender o PSDB contra o PCO mesmo que não seja o que você pense você é cooptado por esse interesse se jogando contra o PCO nesse momento.
          Veja bem se você acha que a ação do PCO não é justificada por que a PM vai ter motivo de intervir então você está aceitando a repressão da PM antes dela acontecer e se a PM tenta reprimir essa manifestação alegando isso o que vai acontecer é o contrário a manifestação se radicaliza veja Colômbia que dependendo do tamanho do movimento e organização tiraria o bozo na unha.
          Sobre a critica ao partido que o PCO se recusa a militar e fazer politica penso justamente o contrario essas manifestações por exemplo foram iniciadas por que o PCO no primeiro de maio saiu as ruas e conseguiu mobilizar uma parte da base do PT que conseguiram aprovar a manifestação do dia 29 de maio
          E veja o PCO por ter participado desde o inicio é por isso que eles defendem a manifestação como uma manifestação puramente de esquerda, sinceramente já é dificil o pessoal se mobilizar nesse país para um partido pequeno suas ações demonstram grande liderança e clareza política

  • certíssimo o que o PCO fez, o PSDB é maior chaga do Brasil, destruíram o país nos anos 90 com as privatizações, todos os seus governos são péssimos, e boa parte dos simpatizantes do PSDB votaram no Bolsonaro. Nossa esquerda tem que ser assim, a Direita tem que ser tratada deste jeito sempre sendo escorraçada , parabéns ao PCO. Se o Brasil ficar 10 anos sem a direita no poder seremos um grande país, e quem acha o PT é esquerda está absolutamente errado, é no máximo uma centro Direita.

    • Certíssimo atacar militantes do MSTC? Por favor né? O PCO começa a pancadaria e na hora que a PM chega são os primeiros a desaparecer deixando para o resto do pessoal lidar com a PM.

    • Que PT centro direita?!?! Vc tá louca?!?! O próprio PCO considera o PT um partido de esquerda!

      • Maria, o PT se considera de esquerda, mas na pratica está muito longe disso. Lembre-se que Henrique Meirelles foi ministro do Lula e o Paulo Guedes foi cotado para ser ministro da Dilma.

  • Que legal. Temos fascistas manifestando contra os fascistas do governo. Não diferem em nada além da cor da camisa

    • Ilumine-nos com vossa sapiência. Como devemos nos portar diante dos fascistas. Por favor.

  • Sectarismo é querer retirar o PCO das manifestações. Temos que ter memória política e não fazer a leitura do ocorrido como se fosse um fato isolado. Qualquer pesquisa rápida demonstra violência gratuita em manifestações direitistas, por vezes a simples transeuntes com uma camisa vermelha avulsa. É lamentável sim, mas novidade também não. Em todas as tentativas de aliança pontual com a direita nos últimos anos, a esquerda teve prejuízos, da apatetada aliança no 1º turno pela presidência da câmara, a assinar alguma coisa com o mbl (cabo eleitoral do bozo), que faz a campanha “se o bozo não cair, Lula vai voltar”. A militância está cansada desse frente amplismo que não rende fruto algum. E o que se deveria fazer, deixar o PSDB (cabo eleitoral do bozo), depois pagar de guerreiros da democracia? Emprestar a eles o violão e fazer segunda voz? Complicado é, mas coloquemos em perspectiva histórica.

  • Esse texto foi feito por duas pessoas, só pode. Começou bem, terminou esquisito. Duas pessoas ou esquizofrenia explicam a evolução da missiva.
    O PSDB é lixo tóxico político para a Esquerda real. Qualquer um que gaste mais energia para defender o PSDB do que gastou para chamar pessoas a se rebelar contra a Direita não é Esquerda real, é uma espécie de direitista arrependido, que acredita no capitalismo bonzinho, na meritocracia, nas farsas ditas democráticas do sistema e não quer a transformação, daí sempre entregar os movimentos sociais no colo da Direita.
    Impossível agir de forma diferente do PCO se o desejo sincero for justiça social e reconquista do governo que foi derrubado por Golpe de Estado.
    Quem faz dodói por defender tucano não tem minha solidariedade. Sou solidário a quem sofreu com os tucanos, com as famílias e pessoas vítimas desse partido golpista, nojento, inadmissível nas trincheiras do Povo. São a Burguesia em seu estado putrefato de ação. Cuidado e atenção máxima a esses escorpiões políticos.

  • Por causa do PSDB, houve o golpe contra a Dilma, Lula ficou preso dois anos, foram aprovados o criminoso teto de gastos e a reforma trabalhista, teve início a discussão da reforma da previdência, aprovada no governo Bozo, o pré-sal foi entregue a empresas estrangeiras, etc. Mesmo assim, a articulista quer que marchemos ao lado dessa gente… A ela, que reclama do ato “violento” do PCO, eu pergunto: e a violência a que o povo está exposto diariamente por causa das políticas do PSDB?

  • gastou esse verbo todo pra defender partido que deu o golpe de estado, que massacra professores e estudantes, que vota tudo com o bozo no congresso e que colocou o bozo no planalto?

    Viva o PCO! Fica em casa PSDB!

  • As pessoas se esquecem das jornadas de Junho de 2013. Foi a passividade da esquerda em tolerar a presença da direita e da extrema direita que nos fez perder o movimento pelo passe livre, e assim, virando aquela anomalia do “gigante acordou” em que não podia ter bandeiras vermelhas nas manifestações. Por isso, o ato do PCO foi necessário.
    Mais que necessário manter distante aqueles que são nossos algozes. Manter distante da pauta proletária o discurso burguês e pequeno-burguês. Manter distante do fora Bolsonaro o discurso de “centralização democrática” de um PDT com o Ciro dando uma de Tábata Amaral. PCO fez o que precisávamos mais do que nunca, a radicalização da esquerda em seu discurso e na sua prática, para outro junho de 2013 não ocorresse.

    • Pedro, você tá errado de tantas maneiras que eu nem sei por onde começar.
      1º As manifestações de 2013 não foram iniciadas pelos movimentos de esquerda
      2º A pauta das manifestações atuais é “Fora Bolsonaro”, isso não é uma pauta de esquerda!
      3º Não tinha nenhum discurso burguês, os militantes do PSDB agredidos carregavam uma bandeira LGBTQIA+

      Paulo Freire dizia: “Todos são orientados por uma base ideológica. A questão é: sua base ideológica é inclusiva ou excludente?”

  • Por que o PCO, um partido com orientação leninista, de defesa da ditadura do proletariado (se é que você me entende), atacaria gente dos movimentos populares? Não lhe parece contraditório e descabido o “fato” e insustentáveis os argumentos apresentados, permeados por adjetivações grosseiras?

  • Primeira vez que vejo alguém botar em pratica que o fascimo não passará. Obrigado Partido da Causa Operária que botou os tucanalhas pra voar!

  • Melhor assistir o vídeo do início da encrenca antes de escrever a matéria. E ouvir os dois lados – sempre é bom. O PSDB que faça seu Fora Bolsonaro com sua pp capacidade de mobilização e em outro lugar. Os professores que foram à Paulista odeiam o PSDB, foram massacrados pela PM do Alckmin. Doria quando prefeito mandou derrubar casa com gente dentro. A PM do PSDB mata gente na periferia todo dia. O PSDB golpeou a democracia. Sou uma senhora de 65 anos. Se vir PSDB na Paulista vou descer o meu guarda-chuva nele.

  • Depois que PSDB e congêneres montarem no cangote das manifestações chamadas pelos movimentos populares e frentes de esquerda, em nome do mal maior – combater o fascismo, vai golpear todo mundo – a gente tem que aprender com a experiência e ter memória política. PSDB é um partido porta-voz da elite, de direita e golpista. Nada a ver com a maioria que está indo nas manifestações.

  • Uma coisa essa treta deixou claro: tem muita gente na esquerda que tem o rabo preso com o PSDB. Jornalistas livres parece ter né, pq em momento algum ouviu o PCO.

  • Sinceramente… defender o PSDB??? Ainda bem que temos o PCO nas ruas. O MTSC deveria ter se aliado ao PCO e ajudar a colocar os golpistas da direita pra correr.

  • POSTS RELACIONADOS

    >